quinta-feira, 29 de setembro de 2011

ORFANDADE NA ALEPA

        Um municipio como o nosso, que conta com cerca de 60 mil habitantes, torna-se inadmissível não contar atualmente com um representante na Assembleia Legislativa do Estado.Podemos compará-lo assim com um náufrago a esperar que sempre apareça alguém a dar-lhe uma ajudazinha, salvando-o do desfecho final.
  Há cerca de 20 anos tivemos um pseudo-representante naquela Casa, que infelizmente só representou o retrocesso e o caos generalizado para esta terra, quando se valia do clientelismo e a inocência do nosso povo.É patente porém, que outros políticos tinham o interesse de ajudar o nosso município, mas eram desestimulados diante da prepotência com sabor de propriedade do citado "representante" e Sta. Izabel permanecia refém, estagnado, além de condenado ao esquecimento, junto à esfera Executiva.
  Nos anos 60, houve uma reação de alguns opositores, quando candidatou-se o professor Guilherme Mártires, que além de capacitado,morava no município e junto com sua esposa a professora Lucimar Mártires, executavam um trabalho brilhante na área educacional.Como conclusão,Guilherme fora simplesmente ignorado pelo povo, que preferiu seguir cegamente a doutrina do "vitismo" ou da recessão naquela época.
 Poucos se apercebem da lacuna desmedida que existe em nossa terra,no que se realaciona com a falta de um representante na Alepa, basta que se verifique as dificuldades por que passamos, lembrando que a nossa inclusão na Região Metropolitana de Belém, deveu-se a um deputado vizinho (de Castanhal),Márcio Miranda, que tomou para si o caso e nos favoreceu -sendo esta uma questão que se arrastava há anos e nenhum governo avaliava ou nos considerava aptos a pertencer a referida zona.É pena que os nossos representantes cá de casa,parecem que estão esperando que também lhes "ensinem a pescar", visto não termos tido avanços com relação a tal inclusão.
  Temos que repetir que um município com esse porte, não pode em hipótese nenhuma prescindir de uma cadeira no Parlamento Estadual, pelo fato de seus problemas cada vez mais se multiplicarem e sem um elemento de ligação que seja realmente de casa, que tenha capacidade de argumentar e lutar, coragem para reivindicar o que merecemos e necessitamos para chegar ao nosso desenvolvimento pleno,não chegaremos lá.
  É obvio que para isto, temos que fazer um pacto municipalista,apontando no máximo dois nomes para disputar o cargo,não abrindo para possíveis "paraquedistas" que por aqui apareçam, assim poderemos sonhar em ter um representante de fato.
  De outra forma, teremos mesmo é que nos contentar como "horta eleitoreira" ou ficarmos esperando como náufragos, que nos apareça algum "salvador".








,

terça-feira, 27 de setembro de 2011

NOSSA GENTE, NOSSA HISTÓRIA

 PERGENTINO  MOURA

      Nasceu em nossa cidade em 2 de julho de 1907, filho de José Tavares de Moura e Raimunda Tavares de Moura, ambos retirantes cearenses. aqui chegados em 1900.
      O jovem Pergentino após concluir seu Curso Primário no tradicional Grupo Escolar "Sílvio Nascimento" ( onde encerrou os estudos por falta de oportunidade), sempre fora uma pessoa bastante interessada com as coisas de sua terra em todos os aspectos. Sendo apegado aos livros. também era um paciente observador, o que veio facilitar-lhe o caminho da literatura, quando teve vários artigos publicados na "Folha do Norte" e "A Província do Pará", ambos diários de nossa Capital (extintos), além da Revista Amazônia. Por volta dos anos 70, começou a pesquisar dados com o intuito de elaborar e publicar a "História de Sta. Izabel do Pará", o que não conseguiu concluir , por motivo de doença, ficando a cargo de seu amigo e parceiro na obra, Nestor Ferreira.
     Em nosso município, Pergentino iniciou como servidor municipal exercendo a função de Fiscal ,chegando a Fiscal Geral, na gestão do cap. Noé de Carvalho. Depois serviu ao Estado no cargo de Suplente de Pretor, em seguida transferiu-se para Belém  indo trabalhar nos Correios, exercendo a atividade de Chefe do Guichê Filatélico, onde se aposentou.
     Para a história do nosso município, Pergentino fora um dedicado pesquisador, cuja sua fonte principal, era a Biblioteca Pública de nossa Capital, tendo levado alguns  anos neste trabalho, onde mergulhou fundo com todo amor e zelo.
      No dia 2 de fevereiro de 1977, Pergentino deixava a vida terrena, sendo sepultado em Sta. Izabel, na àrea reservada ao Clube Dramático Recreativo e Beneficente Thalia, no Cemitério N.S. das Dores, quando aquela sociedade prestou uma significativa homenagem ao seu grande benemérito, bem como, a Câmara Municipal que lhe conferiu o título de "Historiador do Município". 

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

JOVENS COMBATENTES

  Confesso impressionado ao conhecer pessoalmente Diego e Bruno dois jovens principais linhas-de-frente, que lutam pelas coisas e causas desta terra, dentre muitos outros contumazes blogueiros  do pedaço.
  Apesar do papo breve, deu para verificar a pujança e o interesse que demonstram em ajudar nosso velho torrão, a respirar  melhores dias e consequentemente, seu povo.
  Sou de uma época em que nossa juventude fora tolhida por duas ditaduras: uma no próprio Município e a Militar. Creio que foi o bastante, para que nossa turma se retraisse com relação à política partidária.
  Porém tivemos e temos o orgulho em ter defendido com igual denodo, as cores do nosso município em dois Campeonatos Intermunicipais e demos o primeiro título Inter-clubes em 64,quando muitos ainda aí estão, a comemorar conosco.
 Hoje, igualmente como antes, tenho a satisfação de continuar lutando em uma nova equipe, e tenho certeza que jamais abandonaremos o gramado antes dos noventa minutos -cujos louros da vitória, será de todos nós,isto é, do povo izabelense.
   

PRIVILÉGIOS SALARIAIS ?

   Os que leram o Liberal (sábado 24, caderno Poder) devem no mínimo ter ficado pasmados , com relação aos salários, digamos "generosos", de R$ 10 mil, pagos no Senado, a cidadãos com cargos de agentes legislativos, isto sem exigir-lhes qualificação e ainda com direito a adicionar vantagens. Segundo ainda a publicação, a Casa que conta com 3 280 servidores efetivos, existindo alguns com salário de R$ 26,7 (teto nacional) e um que chega a R$ 45 mil que seria o acúmulo entre aposentadoria e outras vantagens. Os cargos comissionados aumentaram entre 1996 e 2011, de 410 para 3052, o que segundo o levantamento, seria um acréscimo de 700% em novas contratações.
    Por outro lado, o Ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, achou um absurdo tais remunerações, afirmando : "Se são tantos os servidores (do Legislativo) que estão ultrapassando o teto (do funcionalismo), há algo de errado nesse contexto". O Ministro ainda sugeriu uma equalização (redução de distorções), entre as carreiras nos três poderes  -o que contemplaria mais ao servidor do Executivo, que aufere o menor vencimento, uma grotesca distorção que monta dos anos de Ditadura ,com a chamada "austeridade nos gastos"  -o que não acontecia efetivamente com os outros poderes e hoje essa diferença é visivelmente acentuada. e inconstitucional, diante da Lei de igualdade salarial entre essas esferas.
    Parece que aí cabe bem o adágio popular : -Quem não tem padrinho, morre pagão.
      

sábado, 24 de setembro de 2011

NOSSA ORIGEM (XI)

  SEGUNDA  LEGISLATURA

  Após 11 anos, volta o Regime Democrático com o término da Ditadura Vargas. No dia 16 de fevereiro de 1948, instalava-se a segunda Câmara Municipal no então municipio de Joâo Coelho. O vice-prefeito Porfírio Pereira da Silva, convidou os vereadores eleitos em 11 de fevereiro daquele ano a prestarem juramentom seguindo-se a posse destes, sendo: Acrísio Aranha, Antonio de Bastos Lima e Manoel de Souza Leal, eleitos pelo PSD-Partido Social Democrático e Alfem Ferreira de Souza, pertencente à CDP-Coligação Democrática Paraense.
    Doze dias depois (28), a referida câmara, dava posse ao prefeito Joaquim Alves da Silva, eleito pela legenda do PSD.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

NOSSOS ÍDOLOS

       Para  os   íntimos  Haroldão, por  seus mais de 1,80m  de    altura , porém seu 
verdadeiro nome é Haroldo de Souza Leal, filho de um velho jogador do Moema E.C., Odilon (Odi) Leal e dona Cecília Leal. Ele nasceu em Belém do Pará em 25 de setembro de 1962, no bairro do Guamá e iniciou seus primeiros contatos com a bola em um clube do bairro chamado Náutico. Depois ingressava nas divisões de base do Clube do Remo, onde porteriormente tornou-se profissional, como zagueiro-central. Em seguida recebeu uma proposta do Ferroviário-CE, onde atuou por algumas temporadas.Também teve uma rápida passagem pelo futebol interiorano do Maranhão, até se transferir para o A.C. Izabelense, onde estreiou substituindo o vigoroso zagueiro Marquinhos.
     Para Haroldão, o que mais lhe marcou na carreira foi uma partida em que o Leão de Antônio Baena venceu ao Paysandu pela goleada de 5x2. Outro fato interessante foi quando sagrou-se campeão pelo Izabelense, em um torneio denominado "Hélio Gueiros", competição realizada entre os clubes menores e o Frangão abateu o Pinheirense na Vila de Icoaraci.
     Apesar de ter vestido várias camisas, ele elege o Izabelense como um dos melhores clubes pelos quais atuou e mesmo sendo defensor, marcou vários gols, principalmente em cabeçadas nos escanteios. Afirma que a melhor lembrança em relação a sua época de futebolista, foram as inúmeras amizades que granjeou, acrescentando: "Foi um esporte que só me deu alegria!" Haroldão apesar de sua postura pacata ele lembra de uma vez em que foi expulso jogando pelo Izabelense contra o Remo. "O juiz resolveu "ajudar" o clube da Capital em pleno Baenão, validando um gol irregular e eu perdi a cabeça e o agredi. Também foram expulsos mais três do nosso time naquele dia!" -conclui.
     Quanto ao futebol izabelense ele diz que falta interesse dos empresários, quando elogia o trabalho de Antônio Simão, sendo um dos melhores diretores com quem trabalhou. Entre os inúmeros colegas com quem atuou ele destaca o Gilson Abelha como sendo o mais habilidoso; Aleixo, bastante técnico; Carlão um dos melhores companheiros de zaga; Aderson (falecido) grande cobrador de faltas e o Wilsinho, bom atacante e muito disciplinado. Com sua larga experiência, ele diz que o futebol de hoje se caracteriza pela chamada "pegada" e a velocidade, que exige do atleta muito preparo físico.
No Izabense em 87. Vemos em pé: Ailton,Dudé,Haroldão,Nan e Careca. Agachados: Zezinho, Nega Velha, Fon, Gilson Abelha, Aleixo e Antônio.
     Puxando pela memória ele nos deu a formação de um time do qual participou, sendo um dos melhores do Izabelense: Careca; Dudé, Carlão, Ele e Fon; Ailton,Nan e Gilson Abelha; Aleixo,Almir e Joari. Ele ainda vai de vez em quando aos estádios e disse que seus clubes preferidos  são: o Izabelense, o Paysandu e o São Paulo-SP. Também por fruto de vários anos nas quatro linhas, ele dá um conselho aos jovens que pretendem abraçar a carreira: "Devem trabalhar bastante com toda  dedicação, têm que ser humildes principalmente!" . 
      Haroldão parou de jogar futebol em 1994, quando contava 32 anos de idade, e não disfarça a saudade quando fala principalmente  de sua estada no Ceará, jogando pelo Ferroviário e do Izabelense, onde encerrou a carreira profissional. 
    Ele hoje ainda recorda seus tempos em um campinho da Bacabeira em Benevides, onde ainda reside com seus familiares.
     Aí portanto caros amigos desportistas, um pequeno perfil de um dos mais atuantes zagueiros do futebol izabelense, que além de ter brilhado em outras terras, tornou-se um dos nossos inesquecíveis ídolos. 

NOSSUS GRANDIS LIDERIS (IX)

O galego iscabreado                     Acionou o municipio
Izigiu do indigitado                        Ha muito paralizado
A cidade toda limpa                       Com saúde e inducação
E funcionalismo quitado                E esporte com qualidade
Só na praça alguns milhão            Ele também pagou
Ao servidor eram 6 mêis               As divida cumprometida
E a prefeitura atolada                   Cunstruiu umas 3 feira
Assustava o portugueis              Ginásio praça e avinida

Passado intão um bom tempo       Foi um homi que onrou     
O portuga se rendeu                     A terra que lhe acolheu
Aceitô o tal cunvite                       Como médico ou gestô
E no fim se arrependeu                 Sempre correspondeu

Disceram que era mole                Porém em 2001
Sua inleição no momento             Por inguinorança do povo
Apostou tudo o que tinha             Empediu  Dr. Abreu
Ganhô aborrecimento                  Di si inlegê de novo

Sobre a tal candidatura               Inlegeram o Simão
Num si sabe qual o trato             Sem medir as consequencia
Si voce sabe mi diga                    O povo se arrependeu
So sei que num foi barato            Com o municipio a falência

Dotô Abreu que ganhou              Enrolado em CPI
Com uma larga vantagem           Quase lhe cassam o mandato
Acabou com o"Novo Lider"       Mais oito vereador
Aplicando uma lavagem              Lhe julgaram como apto

                                       (continua)

PROCURAM-SE LIDERANÇAS

   Depois do esbulho político de três décadas, parece-nos que tirou dos izabelenses a vontade e a capacidade de lutar denodadamente pelo seus direitos e um melhor espaço no cenário paraense. O referido período de (1950 a 1980), além do prejuízo capital , nos relegou a uma situação política submissa e desodernada, refletindo-nos também, um município estagnado economicamente. No primeiro caso , sucederam-se administrações, sem o menor tirocínio em abrir caminhos às outras esferas, quer estadual, federal ou à iniciativa privada, ora por falta de representatividade, ora por ausência de projetos siginificativos e racionais. Tudo isso obviamente, tinha que resultar em um subdesenvolvimento que ainda hoje persiste, face o referido período também ter sido pródigo, em não nos agraciar, com lideranças expressivas, legítimas e com longividade.
    Para não irmos muito além, citamos o governo anterior a Marió, que pode-se reputar com um dos mais inconsequentes dos últimos 20 anos , no entanto,   nos deparamos com um Legislativo condescendente, que livrou-o de duas CPIs, e hoje ainda se vê cidadãos na Câmara Municipal, que averbaram toda aquela incongruência político-administrativa.
  Presentemente, formou-se um verdadeiro cinturão protetor em torno da atual gestão e que naturalmente fortaleceu um certo grupo  , mas em contraposição,  comprometeu-se o Legislativo, podendo levá-lo ao indesejável descrédito ou à nulidade. 
   É todavia visível o apoio maciço à atual gestão, pois não se viu em todo esses sete anos, uma só voz discordante em plenário, o que poderia levar o povo a suscitar que tudo está na mais prefeita ordem, e os poucos ou quase nenhum oposicionistas, parecem também coerentes e cordatos.
   Com essa estranha atitude , sepulta-se de vez, a voz e a representação popular , podendo também deixar o povo com a sensação de desamparo para propor suas reivindicações.
   A meta e a atribuição principal de um parlamento, é pugnar pela assistência e preservação dos direitos de uma comunidade, tentando (pelo menos) minorar suas necessidades, através do ideal, da representatividade e do debate, que lhe é conferido e facultado. Ao excluir-se esses mecanismos, torna-se o povo vulnerável e desamparado em suas  reais aspirações.
  Se continuar  dessa maneira, (lembrando um nosso articulista), -quem irá completar a outra "metade do copo d`água" ,em um lugar  que  ainda necessita  de milhões de barris , para saciar toda essa sede de administrações: aptas, inovadoras e   que  sejam  realmente comprometidas com a comunidade ?
  

  

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

IZABELENSE : MAIS UMA VEZ DE FORA

       O A. C. Izabelense despediu-se melancolicamente ontem (19) do Campeonato Paraense, quando perdeu para a equipe do São Francisco de Santarém, em partida realizada à noite, naquela cidade.O nosso Frangão saiu na frente com um gol de pênalti, aos 14 minutos e o São Francisco empatava no final dessa  etapa de início. Na fase derradeira, o time local voltou com mais entusiasmo e empurrado pela sua torcida, virava para 2x1 , placar que lhe deu a classificação para as semi-finais da Segundinha-2011.
    O Izabelense sempre formando equipes em cima da hora, não consegue ganhar conjunto e segundo a narração, teve muitos passes errados, sendo uma prova de uma equipe com pouco treinamento  -e que já tinha empatado na quarta-feira (14) em casa, contra o mesmo adversário.
    É lamentável para um clube, que já fora até Vice-Campeão Paraense, com reconhecimento nacional, e hoje, sem uma organização e estrutura clubística, há 12 anos não passa dessa primeira etapa e ainda sem  renovação de  valores da terra , transformou-se em recreação para um grupo de peladeiros do passado durante o ano todo -sob a complacência de alguns sócios-beneméritos ,que acomodados, não honram o título que lhes foi outorgado e nem tampouco o trabalho de grandes baluartes, que realmente deram tudo de si pelas cores Alvi-Rubras.
    -Só aqui mesmo !..
    

IZABELENSE TEM JOGO DIFICÍLIMO

 O A.C Izabelense tem uma partida bastante difícil hoje às 20h em Santarém (21h em Sta. Izabel), frente ao São Francisco local, no estádio Barbalhão, valendo uma vaga para o quadrangular da Segundinha-2011. A equipe Alvi-rubra de Sta. Izabel perdeu uma chance de melhor pontuar na quarta-feira (14), jogando em casa, quando empatou em 2x2 com os santarenos. Agora no campo adversário, terá que vencer pela diferença de dois gols ou empatar para forçar as penalidades. A equipe do Frangão da Estrada agora comandada pelo experiente Nélio Palheta, deve começar a partida com: Miro; Léo Rosa, João Gomes e Magrão; Rafael, Flávio Capanema e Joel; Balão,Rodriguinho, Ari e Diego Índio.
   A Rádio Clube do Pará deverá transmitir este jogo. 

CARTUNLINO -3

STA. IZABEL : NOTÍCIAS DEPRIMENTES

    Como se não bastasse o violento noticiário do mês de agosto, expondo a carnificina acontecida no bairro Divineia, onde foram executados 7 jovens, infelizmente voltamos às páginas dos matutinos com outro escabroso acontecimento.
   Uma adolescente de 14 anos, depois de um contato com uma mulher de prenome Ane, em uma das praias de Outeiro (distrito de Belém), que a teria convidado para fazer uma espécie de "programa". Aqui chegando com mais duas garotas de 15 e 17 anos, não imaginava que estavam sendo levadas por um acesso de mata fechada e trilhas ,a um local que abriga detentos, sendo a penitenciária Heleno Fragoso, onde vivem apenados de bom comportamento ou prestes a cumprir tempo de prisão.
    Segundo a menor ela passou quatro dias em um alojamento, sofrendo toda a sorte de abuso sexual, sendo obrigada inclusive a consumir drogas. Na madrugada de domingo, aproveitando-se  de um momento em que os seus algozes  dormiam, possivelmente drogados e bebidos, ela escapou mata a dentro, até encontrar um posto de guardas da instituição, que logo lhe socorreram e providenciaram sua vinda ao Conselho Tutelar de nossa cidade.Ela afirmou em um canal de televisão, náo saber o paradeiro das outras colegas que também foram trazidas para a área prisional. Agora a menor encontra-se sob a responsabilidade do Conselho Tutelar III em Belém (Marambaia) ,onde recebeu todo o apoio e atendimento, quando será submetida a vários exames corporais, inclusive receberá vacina contra o HIV, já que afirmou que os estupradores, não usavam preservativos no ato sexual.
    Em consequência do fato, o Superintendente do Sistema Penitenciário do Pará, major Francisco Bernades, afirmou que já foram exonerados cerca de 20 servidores, posivelmente responsáveis ou implicados no rumuroso caso.
    Os maradores da vila de Americano, já chamaram a atenção das autoridades, sobre a facilidade que têm alguns detentos daquela penitenciária, quando são vistos aos finais de semana trasitando na localidade. 
    Acredita-se que medidas vão ser tomadas, para que fatos tão degradantes não voltem a acontecer  -o que não só coloca aqueles moradores próximos em constante sobressalto, como anuvia sobremaneira, a imagem do nosso município, de um modo geral.
   Pensando bem: aonde estavam ou aonde estão , os políticos, que acham que tudo isso dá emprego  ,em um lugar tão carente , inclusive de aptidão e bairrismo ?
 
   

sábado, 17 de setembro de 2011

NOSSA ORIGEM (XI)

 PRIMEIRA  LEGISLATURA

   Era instalada no dia 10 de fevereiro de 1936, a primeira Câmara Legislativa em nosso município. Iniciava em uma sala cedida pela Prefeitura, onde se fizeram presentes todos os vereadores eleitos no pleito de 30 de novembro de 1935. Após as cerimônias de praxe, assumia a presidência da Mesa o vereador Manoel Gomes Casanova Sobrinho, que em seguida declarava empossados os demais edis, sendo: Luiz Ferreira de França, Adalberto Galvão de Lima, Felipe Ferreira de Paula, Lino Ferreira Faro e Luiz Colombo Hanssler Delgado. No dia 15 de fevereiro, era empossado como o primeiro prefeito constitucional o cap. José Rodrigues de Paiva. 
    Em decorrência da mudança de regime, interrompia-se este período em 1937 e Sta. Izabel teve vários prefeitos nomeados.  -uma vez que o país era governado desde 1930 pelo lider revolucionário Getúlio Dorneles Vargas, que instituiu a República Nova, constituindo-se em uma época de muita efervecência na política nacional.
    Em 1945 após a Segunda Guerra Mundial, o Brasil pouco a pouco se normalizava politicamente e em 29 de outubro do mesmo ano, Vargas renunciava o que possibilitou uma nova Constituinte, quando foi eleito o gal. Eurico Gaspar Dutra, presidente. 

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

AVANÇAR OU AVANÇAR

   O Município com extrema necessidade de avançar, vê-se ainda "engessado", por falta de atuações ousadas, inteligentes e decisivas em nossa política, que realmente lhe faça acelerar rumo ao futuro  -libertando-se assim de vez, do retrocesso que lhe fora imposto até os anos 80. 
    Durante todos esses anos, um número acentuado de cidadãos e cidadãs, se apresentaram para dirigir os destinos desta terra, raros porém  com certa competência e habilidade, deixaram sua marca contributiva  -no entanto uma grande maioria passou despercebida face o sofrível desempenho. Por via de consequência, continou-se com uma política intra-muros, sem que nunca se privilegiasse o futuro,isto é, o desenvolvimento municipal, na essência do termo. Por várias ocasiões a incompetência administrativa chegou até a dispensar empresas de porte ,que aqui desejavam se estabelecer  -o que naturalmente além de constituir-se em um absurdo, compromenteu seriamente nossa economia.
    Após os anos 80, ressurgia das cinzas, um município liberto, porém desordenado e sem perspectivas, dando curso a administrações e legislaturas, que por falta de uma visão mais objetiva, copiavam o modelo anterior (excetuando-se raros períodos). A forma "caseira" de gerir a coisa pública, impedia que se buscasse no âmbito externo o diálogo e recursos para desenvolver  Sta. Izabel.
    Hoje aos 77 anos , com cerca de 60 mil habitantes e semi-imobilizado, o município se recente do pouco desenvolvimento industrial, que se reflete na sua insufiência econômica  -o que sempre se constituirá em um desafio e preocupação a administrações futuras e como se sabe, ser um problema que não se resolve a curto prazo , nem tampouco com apatia e inabilidade política. É de se levar em conta portanto o "inchaço" populacional  do município, que hoje ainda tem como base sustentadora, os repasses: estadual e federal , que mal suprem a pesada máquina administrativa.
Não há como ocultar do contribuinte as inúmeras e prementes necessidades, no que tange: geração de emprego, infra-estrutura urbana e suburbana, melhoria do serviço de água e iluminação publica, extensão e conservação da rede vicinal dentre outras inúmeras pendências.
    Concumitantemente a ausência de um representante da terra na Assembleia Legislativa, nos leva à indigência , sem termos um melhor entrosamento e respaldo junto ao Governo Estadual  -quando ainda perdemos tempo apoiando certos "paraquedistas", sem compromisso conosco  -cabendo apenas na cabeça e na visão paranóica e ignóbil de algumas figuras, que se intitulam representantes do povo.
    Evidentemente que se não buscarmos  uma consciência política e não primarmos por uma criteriosa avaliação do momento, estaremos apenas ajudando a incoerência reinante e protelando cada vez mais o futuro izabelense.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

MINISTROS EM QUEDA LIVRE ?

RESPONDA RÁPIDO:

Entre a Mônica e o Ronaldinho Gaúcho, quem inspirou quem?

IZABELENSE EMPATA E REDUZ CHANCE

        Jogando ontem a tarde (14), em partida válida pela Segundinha do Parazão-2011, no "Edilson Abreu", o Izabelense apenas empatou com o São Francisco de Santarém pelo placar de 2x2. Os mocorongos sairam na frente na primeira etapa, fazendo 1x0. Na fase complementar o Frangão empatou, porém o time visitante passava à frente fazendo 2x1, e o Izabelense reagiu (embora tardiamente) e conseguia igualar o marcador, tendo o quadro de Santarém jogado toda a segunda etapa com 10 jogadores.
    Foi um jogo bastante disputado, porém o nosso representante voltou a repetir os mesmos erros: muitos passes errados e falta de objetividade nas finalizações. 
    Na segunda-feira (19), o Frangão fará o jogo de volta e terá que ganhar por um gol de diferença  -tendo disperdiçado uma chance de ouro ontem  no Abreuzão.
      

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

RINDO "DESBREGADAMENTE"

Que tudo aqui é uma festa
Ninguém pode duvidar
Tem candidato festeiro
Já pensando festejar

Durante o ano todo
Haja o gajo a "dançar"
Podendo chegar a vez
Do povo também "rebolar"


Tudo é possível porém
Em nossa terra tão rica
E o diabo é quem duvida
Com a eleição do Tiririca


Se aquele nos faz rir
O outro nos faz "dançar"
Gargalhando por um lado
Levamos o tempo a "bregar"


Esses dois "iluminados"
Vieram na hora "H"
Se rimos sem ter motivo
"Dançamos" sem desejar

SEGUNDINHA : AGORA É "MATAR OU MORRER"

       IZABELENSE   X   SÃO FRANCISCO
                                            

terça-feira, 13 de setembro de 2011

MAIORANAS X BARBALHOS

     Cada vez mais acirrada a encrenca entre os dois grupos mais importantes da Comunicação paraense. Acusaçóes e defesas recheadas de insultos e provocações, vê-se cotidianamente entre as partes envolvidas. Enquanto as ORM estampam em seus jornais os possíveis deslizes do opositor, este defende-se no mesmo tom e na mesma proporção dos ataques.
     Hoje (13), O Liberal publica um fato ( acredita-se novo), cuja responsabilidade seria da coluna Radar On-Line, dando conta de que Jader pode não ser contemplado com a vaga no senado, em virtude de uma manifestação contrária do Procurador da República Roberto Gurgel, dirigida ao Ministro do STF Joaquim Barbosa, que vai ser apreciada em plenário, cujo embasamento é na validade da Lei de Ficha Limpa, aplicada ainda na última eleição. A notícia acrescenta ainda, que Jader Barbalho já perdeu quatro recursos e é admissível a sua preocupação, diante desse novo documento que não lhe é nada favorável.
     Engrossando a torcida contra o ex-deputado federal Barbalho, está Marinor Brito (Psol-Pa) e Paulo Rocha (PT-Pa), quando a primeira luta para ficar e Paulo aspira uma vaga no Senado da República, caso se consuma o impedimento de Jader.
     Daqui só podemos torcer, para que prevalesça a sobressai-se a Justiça.

CARTUNLINO -3

INTELIGÊNCIA É FORÇA

      Sabe-se que a Democracia é ainda bastante generosa ao permitir que sobreviva a inépcia política, onde pouco se cobra de pretensos candidatos a cargos eletivos, no fator conhecimento, em detrimento de uma mais acurada avaliação. Seria realmente democrático, se o voto expressasse o espelho da vontade popular, mas infelizmente este  ainda  suscita "brechas" , para que os velhacos e oportunistas,  travestidos de homens públicos, se aproveitem e o tranformem em objeto mercadológico   -justo aqueles que poderiam dar o primeiro e melhor exemplo. Indivíduos que sem o menor resquício de escrúpulo, apelam para qualquer expediente afim de conseguir uma eleição e com essa prática, vêm a  enlamear as instituições, e o que é pior, muitos acabam se tornando verdadeiros parasitas das finanças públicas, pela incapacidade de dicernir seu papel no cargo. 
    Nada melhor que o tempo, para denunciar tais inserviências, pois ao fazer-se um levantamento criterioso de suas atuações, muitas das vezes tendem ao insubsistente , ou a meros requerimentos infrutíferos, que não suprem  a verdadeira tarefa  a estes confiada, ou que justifiquem avanços significativos na qualidade de vida da população.
     É verdade que nem tudo está perdido, pois existem aqueles que se aplicam, buscando a criação de novas Leis, no sentido de dar maiores e melhores oportunidades ao povo e por via de consequência, procuram fazer jus  ao cargo e aos vencimentos vultosos. Pena que é uma minoria e às vezes são convencidos ou desestimulados à luta e, acabam fazendo coro em grupos que se fortalecem mutuamente, esquecendo-se de pugnar pelos direitos daqueles que os elegeram e que esperam por melhores dias.
    É triste e até mesmo inconcebível , verificarmos  que hoje contamos com um contingente de jovens, com um nível elevado e que podem assumir categoricamente cargos importantes em nossa comuna  -porém às vezes, são inibidos  e até substimados pela falta de apoio que deveriam ter dos próprios partidos, que ainda se voltam para o passado e preferem a inclusão de figuras carimbadas e inaptas  , cujas histórias contributivas  a esta terra, resumem-se em um livro sem texto e nem imagem, isto é, umas histórias inexistentes .
     Torçamos para que a incongruência política, não apague também uma história tão brilhante como a do nosso Município -que  felizmente contém muitas estrelas, basta que as guidemos à Primeira Grandeza.
    
     

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

NOSSA ORIGEM (X)

      Por força de uma Lei de nº 4 505 de 30 de dezembro de 1943, o nosso município teve que trocar o nome (topônimo) para João Coelho, por não poder existir dois municípios com a mesma denominação (já existia Sta. Izabel em São Paulo) e assim também prestava-se uma homenagem  ao ex-governador do Pará (1909-1913) , João Antonio Luis Coelho, que inclusive prestou grandes serviços a nossa terra. Nosso município além de perder o topônimo, perdia também o distrito de Benevides para o novo município de Ananindeua. Houve então uma reação natural do  povo, que encabeçado pelo ex-vereador Ricardo Hugues, o deputado estadual izabelense Victor Paz ,os jovens atletas do A.C. Izabelense e o povo em geral, motivou a Câmara local criar uma Lei devolvendo o primitivo nome e acrescendo o adjetivo "do Pará" . O Estado a tornou sem efeito, através do seu Secretário Geral Moura Palha. Coube então ao atuante deputado estadual Geraldo Palmeira, através de um projeto que transformou-se em Lei Estadal, de nº 2160, de 10 de janeiro de 1961, fazer voltar em definitivo o atual topônimo do nosso Município.

CARTUNLINO -2

SETEMBRO NEGRO

    Ontem, 10 anos após o ataque terrorista aos Estados Unidos, que matou quase 3000 pessoas, os americanos prestaram uma homenagem às vítimas, quando foi inaugurado um memorial em Nova York  chamado de "11 de Setembro", sendo construído no mesmo lugar das Torre Gêmeas. Rodeado por 200 pés de carvalho, o monumento contém uma fonte escura com cascatas e nos telões, apareciam os nomes e sobrenomes  dos mortos, acompanhados à distância por milhares de pessoas.  Dois minutos de silêncio foram observados, às 8h46 e 9h 03 respectivamente, lembrando os momentos em que colidiram os aviões sequestrados pelos terroristas, com as Torres Gêmeas, que no fatídico dia, provocou momentos de pânico, ceivando  vidas até de inocentes, tal a brutalidade.
    O mundo inteiro assistiu repetidamente as imagens do dantesco espetáculo pela TV, com uma interrogação:  -Porque ainda tanta barbárie? Lá no local, somente os que perderam seus entes queridos, não podiam conter as lágrimas e a dor , provocadas pela triste lembrança. 

IZABELENSE NA SEGUNDA ETAPA

   O Izabelense jogando ontem (11) em Bragança, voltou a perder para o Bragantino por 1x0. A partida porém apenas complementava a tabela, pois ambos já estavam previamente classificados na chave A1, tendo saído o Sta. Rosa.
   A chamada "Segundinha" prossegue agora com 6 concorrentes sendo: Bragantino (Bragança), Izabelense,Time Negra (mixto do Paysandu), ,São Francisco (Santarém), Pedreira (Mosqueiro) e Vila Rica (Belém), que farão jogos de ida e volta, sabendo-se que apenas dois passarão à elite do Parazão.
   O Frangão pega o São Francisco logo na próxima rodada na quarta (14) no Abreuzão às 15h 30.
   A título de curiosidade, os santarenos foram eliminados o ano passado pelo nosso Alvi-Rubro, porém é preciso cautela pois o time do São Francisco veio bem mais reforçado para este Torneio.
    

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

NOSSO GRANDIS LIDERIS (VIII)

Mais tarde a vereança                        Eu daqui num me adimiro
Quizeram caçar seu mandato       Se quiserem pasmem voces
Alegando corrupição                          O home bem merecia
Foi negocio meio xato                        Pelas cagada que fez
O causo foi para as barras                Ele teve 3 xance
Do Tribunau do Estado                     Pra mostrar o seu talento
E o home no periodo                           Mais na realidade
Teve qui se afastado                           Nos deixou um cauçamento
                                                                            Bem pió foi o Velho Lider
Como também na política              Que nos brindou  com um "vento"
Tem um velho ditado
Quem tem padrinho tem tudo     Ele tambéminventô
Quem num tem ta fuzilado            Um progeto di alimento
                                                                            Que lhe tomava o tempo
Pelo dito voces viro                              No rural recolhimento
Qual que foi o resultado                    Quando a ele percuravam
O home absolvido                                 Diziam como argumento
Os veriador sensurado                       Ele está la na colônia
                                                                            Plantando salça e cuento
Diz também outro ditado
Pirrique num dá uma só vez         Finaumente nos chegamo
E num é que o Novo Lider              Em 97 intão
Foi inleito outra vez ?                        E o nosso Novo Lider
                                                                           Alimentava a ilusão
                                                                           Qui inlegia prefeito
                                                                           O luzitano Simão
                                                               

                                      (Continua...)

CARTUNLINO-1

Lula ao Receber o Governo de FHC, em 2003.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

NOSSOS ÍDOLOS

  QUARENTINHA

     Seu verdadeiro nome era Waldir Cardoso Lebrêgo, filho do centro-avante do Paysandu , Luiz Gonzaga Lebrêgo, o velho Quarenta.
     Nascido em Belém do Pará, no dia 15 de setembro de 1933, tendo vários irmãos que também jogavam futebol.
    Quarentinha  apareceu em Sta. Izabel no início dos anos 50, quando vinha passar fins de semana num sítio do qual seu pai era responsável, na então Vila de Moêma e logo ingressou no time da localidade, que era formado basicamente pela família Leal. Quando não havia jogo ali, ele vinha para a nossa cidade e jogava no Izabelense, ao lado do Orivaldo, Ceará e de outros "cobras" da época. Ou então defendia o São Francisco, clube extinto do Alto do Bode (hoje a Av. José Malcher), que tinha um campinho em
frente ao Horto Florestal.
    Já com seus 17 anos, passou a juvenil do Papão e logo chegava a titular,em um ataque formado por: Meia Noite, Natividade, Ele e Cacetão.
Quarentinha no Botafogo, em 63
    Em 1953 era contratado pelo Vitória da Bahia, onde foi artilheiro e Campeão. Em seguida o Botafogo (RJ) comprou seu passe, onde foi campeão em várias temporadas e o maior goleador de todos os tempos, com 308 gols, tendo formado em linhas atacantes famosas com: Garrincha,Didi, Paulo Valentim, Ele e Zagalo . 
    Também disputou 17 jogos pela Seleção Brasileira e fez 17 gols. Em 58 após ser convocado para a Copa na Suécia, sofreu uma contusão nos meniscos, na fase de treinamentos  -que lhe tirou a possibilidade de ser Campeão do Mundo.
    Era temido pelos goleiros -inclusive o lendário Castilho, do Fluminense- pelo seu potente chute de pé esquerdo. Porém seus gols ele não os festejava e saia idiferentemente para o meio do campo. Por isso foi emprestado para o Bonsucesso (RJ) e mesmo assim, foi o vice-artilheiro do Cariocão na temporada.
    Já quase em fim de carreira e um desentendimento com um diretor botafoguense ,
foi liberado, indo para o América de Cali na Colômbia, onde também sagrou-se campeão e artilheiro, mas logo voltou ao Botafogo, fazendo seu último jogo contra o América carioca pelo Campeonato, onde o Fogão venceu por 1x0, com gol seu.
     No auge da carreira, Quarentinha ainda se comunicava com pessoas da família Leal (Milton), através de cartas. Fala-se sem real comprovação, que depois de parar com o futebol e ao pedir um emprego no clube em que foi o seu maior artilheiro,  ofereceram-lhe um lugar de porteiro. Porém o que é verídico, é que teve problemas com a polícia, acusado que foi de desvios, em uma empresa onde ainda batalhava pela vida, no Rio.
    Muito triste porém, para um dos maiores ídolos paraenses e artilheiro do futebol  brasileiro. 
    Quarentinha veio a falecer em 11 de fevereiro de 1996, aos 62 anos, de insuficiência cardíaca, no Rio de Janeiro.
   

DIA DA PÁTRIA

  Revestido de muita galhardia, beleza e entusiasmo, o desfile de 7 de Setembro (ontem) em nossa cidade, que iniciou-se às 8h 00, onde a classe estudantil, mais uma vez se houve brilhantemente.
  O cortejo como sempre, aconteceu ao longo da Av. Pedro Constantino e contou com a maioria dos estabelecimentos de ensino do município e um público que vibrou e ocupou a maior parte da avenida e as arquibancadas na Praça da Bandeira.
   No palanque oficial compareceram várias autoridades, onde as Bandas Marcias exibiam suas evoluções, sob os aplausos calorosos do público presente, ao que se calcula 5 mil pesssoas.
   Os últimos colégios a desfilar foram, o Antônio Lemos e o Doracy  Leal, que por suas tradições, contagiaram  seus simpatizantes , levando-os  ao delírio.
   Contando com um bem montado esquema de segurança, onde estiveram presentes a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e a Guarda Municipal, a Parada Cívica transcorreu em sua total normalidade e ordem.
Uma das alas do Doracy Leal
    Ao vermos aquele aglomerado de pessoas, entre as quais: crianças,jovens e idosos  -portando faixas,cartazes,indumentárias e adereços, saudando esta Magna Data, é que se renovam nossas esperanças de alcançarmos ainda, uma Nação liberta, isenta da corrupção e das mazelas, que redundam nas  desigualdades sociais. Isto é: um Brasil realmente, de todos nós Brasileiros.
     

IZABELENSE GARANTE VAGA

  Embora sem convencer, o Izabelense carimbou uma vaga para a segunda etapa da Segundinha do Parazão-2011, em uma partida realizada ontem (7)no Abreuzão, abatendo o modesto Sta. Rosa (de Icoaraci)pelo escore mínimo, com gol anotado no primeiro tempo.
 O Frangão com uma equipe formada às pressas,acaba se nivelando a adversários pouco expressivos e vem se arrastando na competição com um empate,uma derrota e agora uma magra vitória,somando 4 pontos. Completando esta primeira etapa do Torneio,ainda joga com o Bragantino (em Bragança,sábado 10), que assegurou a primeira posição com 9 pontos.
 É visível a instabilidade do Alvi-Rubro izabelense pela ausência de entrosamento,com uma defesa claudicante,um meio de campo pouco criativo e seu ataque marcou apenas 2 gols nos três jogos disputados.
  A torcida que compareceu em regular número, apesar de incentivar, muitos reconheceram que a equipe está longe do ideal, das boas performances do clube em épocas passadas.
  Sabe-se que se não se organizar, enquanto uma forte associação esportiva,dando prioridade à juventude e jogando constantemente -não passaremos de meros participantes, todos os anos, no difícil Certame Paraense.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

AFINAL, VOCÊ SABE EM QUAL BAIRRO MORA?

      Atualmente nossa cidade conta  com cerca de "12 bairros", fora naturalmente, as áreas ocupadas com frequência na zona urbana. Consta portanto os bairros mais antigos, como: Centro, Aratanha, Juazeiro, Jurunas e, a partir dos anos 70, com o crescimento populacional, houve a necessidade de abrir-se novas artérias que propiciou concentrações urbanas e consequentemente deu-se novas denominações a essas áreas, como por exemplo: Triângulo (por a antiga via férrea ter um desvio nos trilhos e formava esta figura geométrica); Divinéia (relacionando-se a uma novela de TV à época); Piçarreira (dada a grande quantidade desse material laterítico, ali existente), hoje Sta. Terezinha; Sta. Lúcia (por ser uma antiga propriedade com esse nome); Mirair ( parte da propriedade de um cidadão, já falecido, que assim se chamava); Florestal (por estar próximo a área do horto); e ainda Nobre, Novo, Acácias, Novo Horizonte e outras ocupações com nomes sugestivos e característicos, como recentemente a invasão dos Bombeiros.
     Porém o que se quer mesmo chegar, é que nenhum governo até o presente momento, não se interessou em providenciar e fazer confeccionar uma Carta Urbana, que venha oficializar tais bairros , amarrando as suas reais delimitações, bem como, os atuais nomes de ruas, os principais prédios públicos e privados, praças, igrejas, feiras, colégios, cursoa d´àgua, enfim um mapa completo da realidade citadina.
    Um dos últimos trabalhos nesse sentido, fora feito nos anos 70, na administração de Antônio Romão, através de um convênio com o Governo do Estado, chamado Projeto CIATA, que levantou quadra por quadra da cidade, porém como se sabe. hoje tornou-se obsoleto.
    Poucos administradores (principalmente no interior), entendem o valor que tem um Mapa Cadastral da cidade ou do próprio município. Que além de orientar os municípes no sentido de saberem realmente em que ponto residem , serve à instituições como a própria prefeitura para cobrar seus impostos e realizar serviços diversoa, às
Polícias, Bombeiros, Correios, Celpa e até a iniciativa privada, na localização e expansão de seus negócios.
    Sabe-se que existe na Prefeitura, uma Carta Aerofotogramétrica ( cedida pela Cohab) atualizada, porém pouco ou até subutilizada, em relação às necessidades do município.
    A empresa de engenharia Izecon, já tentou uma cópia da referida Carta, com o fito de apresentar um trabalho condizente, porém não logrou êxito - talvez pelo fato, cujo provérbio diz: "Santo de casa, não faz milagres". Quando aconselha-se que doravante, as administrações, inclua nos quadros funcionais  um setor de cartografia, cadastro e estatística, realmente atuante e competente.
    Já que estamos com a mão na massa, mostramos aqui aos nossos pacientes leitores, algumas curiosidades relacionadas às ruas e outros logradouros públicos de nossa cidade, que mudaram de nome ao longo dos tempos, cuja fonte básica, é a "História do Município de Sta. Izabel do Pará".

   RUAS e AVENIDAS:
    A Rodovia BR-316 ao Norte da cidade , hoje é denominada  Av. 31 de Março, em homenagem à Revolução Militar de 1964.  
   "Alto do Bode" -era como se chamava a atual Av. Gov. José Malcher ( PA-140, descendo para o Caraparu).
   "Alto da Cabra" -hoje a Av. Azevedo Ribeiro ( que começa na Matta Bacelar e desce no sentido Sul da cidade).
   "Alto da Cabrita" -hoje a Rua Mestre Rocha (começa na Av. Antônio Lemos, passando ao lado do Fórum , tendo o mesmo sentido da acima citada).
  " Trav. Dr. Augusto Olímpio" - atualmente a Av. Pedro Constantino, que se inicia na Praça da Bandeira até encontrar a Av. 31 de Março (BR-316).
   " Rua do Cemitério" - hoje é a Av. Matta Bacelar ( que ao passar em frente aquela necrópole, estende-se até a Praça Getúlio Vargas, da Matriz).
 "Boca da Sexta", "Trav. da Aratanha" - hoje a Trav. Irmãs Santana (indo da Av. Antônio Lemos à Av. 31 de Março, BR-316).
  "Rua das Flores" - atualmente a Av. Benjamin Constant ( sendo um prolongamento da PA-140, inicia-se na 31 de Março, até a Praça Getúlio Vargas no largo da Matriz).
"Trav. Quintino Bocaiuva" - no presente a Av. José Amâncio (inicia-se também na BR-316 e finaliza ao lado do "Sílvio Nascimento", na Praça Getúlio Vargas).
  " Trav. do Lyra" - hoje é a Av. Barão do Rio Branco (começa na Praça da Bandeira, passa em frente ao Palácio Noé de Carvalho e chega à Av. Matta Bacelar.
  " Rua Cearense" -é a atual Francisco Amâncio (iniciando-se na Praça da Bandeira, passa em frente ao Clube Thalia e chega a Av. Benjamin Constant).
   " Av. da Constituição" -mudou para Av. Antônio Lemos (inicia-se na Praça Sta. izabel, passa em frente ao Colégio Antônio Lemos e finda na Praça da Bandeira).
  "Rua Dep. Clementino" -na atualidade a Av. Cap. Noé de Carvalho, que inicia-se na Pedro Constantino, ao ldo do Abreuzão e segue até a Benjamin Constant).
  "Rua Bragança" - hoje estão localizadas as avenidas: Mal. Deodoro e Da República.
  "Rua do Jurunas" -hoje a Av. Lauro Sodré , da sede Jurunense).
  "Sexta Travessa" -hoje chama-se a Av. 7 de Janeiro ( passa em frente ao Ministério do Trabalho e chega a 31 de Março, BR).
   "Travessa do Jurunas" -é atualmente a Trav. Darlindo Corrêa de Oliveira (iniciando-se na Matta Bacelar).
  "Rua da Usina" (lado Sul) - na atualidade é Miguel Antônio de Souza).
    "Viaduto Antônio Lemos", "Trav. Guanabara" e "Rua Tibiriçã" -hoje a Av. João Casanova, que passa pela antiga ponte do Tibiriçá e chega à Av. Matta Bacelar.
  "Praça da Matriz" - (na atualidade a Praça Getúlio Vargas).
  " Ginásio de Esportes Manoel Silva" - hoje (injustamente) mudou-se para Complexo Esportivo Sta. Izabel).
  



     

terça-feira, 6 de setembro de 2011

PRA ONDE FOI A HONESTIDADE ?

    Sinceramente é de estarrecer e arrepiar qualquer um , quando olhamos os casos escabrosos que aconteceram e continuam acontecendo neste país à fora, no que se relaciona a desenfreada corrupção, os crimes hediondos os estupros, enfim a banalização da violência.
 Em torno de 12 anos (1999-2010),tivemos praticamente um escândalo envolvendo o dinheiro público a cada 12 meses, senão vejamos:


 1992- O então candidato à Presidência, Collor de Melo, assessorado pelo seu tesoureiro de campanha, o empresário mais conhecido como PC Farias,foram denunciados por desvio de dinheiro público e arrecadação de propinas. Collor (acusado pelo próprio irmão, que morreu em seguida), mesmo ganhando as eleições sofreu "impeachment" e 8 anos sem poder candidatar-se.PC apareceu morto, até hoje, em circunstâncias desconhecidas.


 1993- Descobriu-se na Comissão de Orçamento do Congresso, uma mutreta onde parlamentares desviavam dinheiro público, através de emendas utilizando-se de "laranjas" e parentes.O deputado João Alves (já falecido) um dos principais mentores,ainda disse ironicamente, que aquela dinheirama toda, ele teria ganhado na loteria.


1999- Foram denunciados Paulo Maluf e Celso Pita (já falecido), por um esquema fraudulento na Prefeitura de São Paulo, que segundo consta, eles utilizavam Títulos Precatórios (verba para pagar dívidas judiciais) e os empregavam em obras super-faturadas.


2000- Sumiram cerca de 900 milhões do TRT- Tribunal Regional do Trabalho em São Paulo,dinheiro que seria empregado na construção do edifício-sede da instituição. Foram acusados: o juiz Nicolau dos Santos e o empresário Luiz Estevão.


2001- Detectada uma fraude da ordem de alguns milhões na SUDAM-Superintência do Desenvolvimento da Amazônia,envolvendo funcionários,empresários e políticos. Principais acusados:o então superintendente Artur Tourinho, o político Jader Barbalho e alguns servidores.


2003- A Polícia Federal através de escutas telefônicas detectou sinais de extorsão que se relacionava à venda de sentenças judiciais, onde foram acusados: o juiz João Carlos da Rocha Matos e o ex-delegado da PF, Jorge Luiz Bezerra da Silva.


2005- Dinheiro surrupiado dos cofres públicos na Câmara Federal. Tratava-se de um pagamento mensal a parlamentares em favor de apoio ao governo.Descoberto por um próprio "mensalista" o deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ),esta maracutaia que também envolvia o então homem-forte do PT, José Dirceu, além de alguns 
empresários. 


2006- Fora desmontada mais uma roubalheira do dinheiro do povo,um prejuízo de cerca de 100 milhõesd de reais, quando a
Polícia Federal desbaratou mais um esquema, onde a deputada Maria da Penha,foi acusada de favorecer licitações a empresários , na compra de ambulâncias para o Ministério da Saúde.


2007- Novamente a PF descobriu um favorecimento ilegal de licitação à Construtora Guatânamo relacionados com as obras do PAC.Entre servidores e políticos foram arrolados:Zuleido Vieira, proprietário da construtora, Silas Rondeau ex- ministro das Minas e Energia e o governador do Maranhão Jackson Lago, dentre outros.


2010- Foi denunciado por um assessor do governo do Distrito Federal, uma falcatrua em forma de propina, onde empresários,políticos e integrantes do governo,se apossaram de alguns milhões de reais.Foram acusados: José Roberto Arruda,Paulo Otávio e Durval Barbosa, todos ex-governadores do DF.
  Como se não bastassem outros escândalos repugnantes, em iguais proporções, em estados e municípios, salários exorbitantes pagos a determinadas classes que pouco produzem, as sonegações fiscais, bem como, o caso da Alepa no Pará e da CBF, no Rio de Janeiro.
  Obviamente que todas essas discrepâncias juntas, solapam a maior fatia do erário e vem a faltar para milhões de brasileiros.
   


    
 

SÓCRATES: ESTADO GRAVÍSSIMO

 Segundo informações dadas pela Imprensa, por volta das 14 h 30 de hoje (6 de setembro), o estado de saúde do ex-jogador Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira, ou simplesmente Sócrates, passou a gravíssimo em função de uma hemorragia intestinal e o seu fígado bastante comprometido pelo uso constante de alcool. Segundo a nota, ele continua a respirar através de aparelhos e os médicos que estão lhe assistindo, já admitem um transplante hepático como providência.
    Para os que não sabem, Sócrates é paraense nascido em Belém (19/02/1954) e começou a jogar futebol no Botafogo de Ribeirão Preto (SP), depois no Corinthians, Fiorentina (Itália), Flamengo, Santos e Seleção Brasileira.
                                           Sócrates após deixar o futebol, ainda
                                                                  formou-se  em Medicina.