domingo, 30 de setembro de 2012

DISSIMULAÇÃO


      
    Por certo muitos ouviram um programa, onde se pode verificar a intenção do seu conteúdo em determinado momento. Aí é que deu para  entender, o porquê da afirmativa de um blog local, que diz dentre outras coisas, que alguém "calou o chicote" -tal "chicote" que se deturpou o sentido e agora utiliza-se amplamente para render dividendos eleitoreiros.Incrível!
    Talvez o cidadão que  dirige este órgão (que é uma concessão do Governo Federal e é monitorado por este), não perceba o sentido da mensagem que se tenta dissimular. Da mesma forna, a veículos dessa natureza, não é permitido (por Lei), tendências partidárias -a referida postagem escancara e explicita tal intenção. Ora, se é proibido para uns, por que não para todos?
    Depois que tentou-se impugnar até pesquisa, não se pode duvidar de mais nada. Quem falou de "violência" aí ?
       
   
   

FRANGÃO TEM PARTIDA DIFÍCIL


     O Izabelense viajou na manhã de ontem (29), rumo a Marabá, onde no estádio Zinho Oliveira logo mais às 16 horas, cumpre seu segundo jogo pela Segundinha-2012, diante do Gavião Kiykategê. 
     No domingo (23), o Vermelhão local deixou de faturar 3 pontos em casa, quando vencia por 1 x 0 e cedeu o empate. 
      Resta pegarmos o radinho e honrar o nosso Frangão.

sábado, 29 de setembro de 2012

COM QUE CARA ?


    Não se sabe o porquê exatamente, de um cidadão destilar tanto veneno , sobre uma candidatura que não tem nada a ver com duas pesquisas realizadas e que infelizmente (ou felizmente), traduziram a vontade popular. 
    Se se tratasse de outra pessoa, nada a estranhar, porém daquele que ontem, execrava e escrachava a atual administração pelo episódio da demolição do que restava da lendária ponte do Tibiriçá, é pasmoso. Ao gestor Marió, dirigiu os adjetivos de: truculento, incapaz e destruidor do patrimônio público. Na ocasião, fêz-se fotografar com toda a família, inclusive filhos menores, onde exibia cartazes e faixas durante a procissão no Círio de 2011, para que o protesto alcançasse à opinião pública mais agudamente, -cujo fito maior era depreciar a imagem do administrador. Nada contra, principalmente em se tratando de um jovem que teve sua introdução na política, através da militância petista.
    Ao se desvencilhar desse partido, talvez por motivos particulares, abraçou uma candidatura, que fenecera no nascedouro, mesmo assim usava de sua perspicácia indutiva, tentando promovê-la e divulgá-la aos eleitores, com rasgados elogios ao candidato, com sua habilidade verbal. Saiu antes que a candidatura se inviabilizasse de vez, cujo motivo também desconhece-se.
    Não se sabe se tentou o grupo "amarelo", que mais se indentificava com seus anteriores ideais lulo-petistas, porém admirando alguns amigos que se transferiram para o "verde", que "cansaram de trabalhar sem ganhar nada", preferiram o caminho remunerativo, onde já se confirmara a candidatura da situação, robustecida pelo fortíssimo grupo empresarial. O problema seguinte, seria como "encarar" o gestor nissei e sua equipe já consolidada, sem uma vaguinha sequer.
    Com sua inegável astúcia de blogueiro-mor e articulista político, foi abrindo "brechas" e logo chegou a posição desejável: "assistente" ou "diqueiro" da coordenação de campanha. Não se sabe se com o aval dos "cardeais" da candidatura ou por conta própria, lá está a serviço e ao dispor do grupo de Marió, o qual nunca lhe viu com bons "olhinhos". Porém nota-se seu progresso na luta inclusiva no hermético e seletivo grupo, pois já se fez fotografar junto ao candidato e glorifica-se com manchetes adesistas e exclusivistas em suas postagens. 
     Porém segue sua tarefa obediente e útil, àquele que tanto o obominara, porém sua fidelidade inconfundível, com: o denuncismo inoportuno; contabilizar número de participantes em passeatas e comícios; descaracterizar e menosprezar pesquisas; duvidar de órgãos oficiais; alcunhar autoridades da república; conclamar sua classe e até o povo, a votar no seu candidato (agora predileto); contabilizar bandeiras em vilas e bairros; anotar a reprodução de jingles e o que se passa em comícios, etc... etc. 
    Claro está, que agrada àqueles que ainda lhe olham  de soslaio , mas sentem-se com o ego massageado , pela "presteza" do "serviço".
     Companheiro, você não merece isto.
       

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

DESRESPEITO


      Essa gente não está desrespeitando o Dr. Gilberto e sua Coligação, no que se relaciona à flagrante pesquisa. Está desrespeitando de forma acintosa e indecorosa, um órgão de credibilidade nacional e acima de tudo o Tribunal Superior Eleitoral. É triste e até deprimente, vermos gravações de campanha com um conteúdo tão rasteiro e tão infeliz, que usam como peças desabonadoras à moral de pessoas, inclusive tentando enlamear um órgão da estatura do TSE.
    Claro está que tal sondagem eleitoral, só seria crível, se fosse ao contrário.
     Agora, a quem responsabilizar pelo desacato e a desonra, pechando de "mentiroso", um Órgão Nacional: os ventríloquos "humoristas" e locutores pagos, ou o candidato e sua coordenação de campanha?
     

A NUMEROLOGIA NÃO EXPLICA ...


     Amou o 13 por uma extensa temporada, como se fosse o último e único (número). Flertou com o 23 apenas no início do primeiro tempo. Agora se vê perdidamente "atraído" pelo 15, que nunca em momento algun, lhe foi simpático, ou deslumbrante.
   Porém já avisou: se este não emplacar em 2012, ou for para ficar no "banco' todo o tempo, já está pensando em 2016.
   -Ah, ia esquecendo: nem Freud também.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

NOSSOS ÍDOLOS


      
    Um dos melhores arqueiros do nosso futebol,Juscelino Matos Campos, o popular Careca, nasceu em 9 de junho na capital paraense, ele que é filho do casal José Lafuente Campos (já falecido) e Cibele Campos. O apelido lhe veio, pelo fato de até aos 15 anos, gostava de usar o cabelo raspado. Careca residiu com a família na vila de Americano até boa parte de sua adolescência. Com uma boa estatura,1,82m, logo escolheu a posição de goleiro, desde que aqui chegou e ingressava em um clube infanto-juvenil chamado Ypiranga, fundado pelo saudoso Bernardo Pastana, que revelou outros bons jogadores naquela época. Ele nos adiantou também, que muito cedo galgou a posição de titular no Izabelense, com a saída de Nunes. Após uma longa permanência no Frangão,teve uma breve passagem no Clube do Remo, transferiu-se para o Sampaio Correa (MA) onde foi Campeão Estadual e ainda atuou no Democrata e Vila Nova, ambos do interior de Minas Gerais. Entre os mais difícies times que enfrentou cita: Paysandu,Remo e Moto. Dentre os jogadores que mais lhe impressionaram: Ivanildo (Sampaio Correa) Aderson e Junior no Izabelense. Solicitado para dar um conselho ao jovem atleta, ele assim se reportou: " Se dedicar ao futebol com amor. Não beber e nem fumar". Ele cita também um quarteto de zagueiros que lhe deu mais tranquilidade: Ivanildo, Val, Marquinhos e Carlinhos. no Izabelense. Careca também lembra que mesmo como goleiro. chegou a ser artilheiro, pois treinava cobranças de penalidades e faltas à pouca distância. Também afirma que parou de jogar futebol oficialmente, aos 27 anos, em virtude de ter preferido trabalhar em uma empresa de eletricidade de nosso Estado e não havia tempo para treinar. Sempre ligado, ele dá sua opinião sobre o atual futebol brasileiro: " É um futebol que apesar de ter perdido a última Copa (98), ainda consegue promover grandes campeonatos e formar, revelando craques para as futuras Seleções". Careca conclui dizendo "que empre teve boas lembranças do futebol, sem no entanto ter tido grandes decepções".
      Aí portanto caros leitores, uma mini-biografia de um dos mais destacados arqueiros do futebol izabelense, que deu muitas alegrias ao nosso torcedor e nos gramados por onde exibiu seu grande talento.
    É portanto um dos eleitos, para fazer parte da Grande Galeria de Atletas izabelenses.

FATOR AGLUTINANTE :


quarta-feira, 26 de setembro de 2012

SINAL DOIS TEMPOS OU (DOS TEMPOS) ?


     Um certo político (não lembro o nome, mesmo), disse há muitos anos atrás, que eleições no Brasil deveriam ser realizadas, todos os anos. Sua justificativa: -"Porque é quando aparecem as obras, por milagre ou por encanto". (???)
    Coincidência ou não, aqui em nosso pedaço, o velho Mercado esperou exatos 7 anos e nove meses para lhe fazerem uma boa recauchutagem. Agora já está lá, quase concluída. Uma área de ocupação próxima à BR, viu pela primeira vez, após uns 20 anos de poeira, a cor do asfalto, justamente este ano. E como se não bastasse,depois de tanta falta de sinaliz...ação, eis que surge imponentemente o nosso 2º semáforo na city. E deve vir mais coisas por aí (pois não pretendo ser injusto ou leviano). Se demorasse mais um pouquinho, teríamos o 3º,o 4º, o 5º, o 6º ... sinal. Quem sabe?
   Não é que o danado do criador da frase acima, (digamos) antológica, tava coberto de razão ?..
   -Viva as eleições, com elas a gente "avança"!

ESFORÇADO "COLABORADOR 15"


    Preocupado, um aguerrido "colaborador de campanha", comentava com seu colega,em frente ao QG, enquanto aguardavam material:
   -Assim num dá. Já fui umas 15 vez com o condidato e num consegui falá com ele. Olha as condições dos pneu do meu carro, tão totalmente careca!
    -Por que não falas com o coordenador? Sugeriu o amigo.
   - Hum, esse é ainda mais pior de falá!
   - É só ficar lá de plantão. Insiste o ouvinte.
   - Tu já visse a fila que tá lá, com esse poblema? Eu num posso perder a semana. E os muleque lá em casa, cumé que fica?
    
    

terça-feira, 25 de setembro de 2012

CARICATULINO


    Marcos Campos, vereador em 2003, empedernido defensor da ética e da transparência, foi juntamente com: Pastor Maurício,Régis Lobato, Juscelito Campos (o Celito) e Gercildo (de Tal), os responsáveis por duas CPIs ,contra o atribulado governo de Antonio Simão. Eram 13 os vereadores na época, 8 portanto, votaram pela permanência do gestor.(????????)

FICHA SUJA


     No dia em que "Ele", colocar a mão em todos "eles", aí sim, teremos um País realmente passado a limpo.
 

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

REMINISCÊNCIAS

O Mercadão visto como se fose da Av.  Marechal Deodoro

    Memorizando a segunda metade dos anos 50, parece que estou frente a frente com o velho e majestoso Mercadão Municipal.Era ali onde está hoje a Praça da Bandeira e sua placa de inauguração, indicava que fora construído pelo engenheiro Palma Muniz em 1911.
   Desde que me entendi, lá estava o imenso prédio, onde era o centro de nossa feira, reunida em um galpão de aproximadamente 25x70 m e altura de uns 6. Nesse tempo nossa família morava bem em frente, onde também funcionava o comércio de meu pai, justamente onde é hoje o atual mercado.Neste antigo prédio público, funcionavam além da feira- livre,inúmeras outras atividades, como açougues , peixaria,vendas de caranguejo, verduras,fruteiras,bares,mercearias,lojas e pequenos restaurantes.Bem ao centro um minúsculo box, onde atuava o fiscal, Sr. José Miranda (pai de Alderico Miranda).Recordo suas paredes em um amarelo-ouro e as inúmeras colunas laterais e gradil em madeira.Quantos negocientes por ali passaram, os marchantes: Raimundo Galo (pai do Nan) Sr. Barreto, João Bebê, Osório, Lourival e Josué (talvez o único vivo). Lidavam com carne de porco, os senhores: Elias, Raimundo Nascimento,Vicente e Juca Holanda; nos bares: senhor Raimundo Lacerda, (onde existia o único sinuca da cidade) que passou mais tarde ao irmão Gunar, Custódio Pereira e uma família de maranhenses;nas maiores mercearias e lojas: os senhores,Arcelino Castanho,Otacílio Sena,Bento Lima, Raimundo Viana(Totô) e Alfredo Santos; em pequenos box, chamados aparadores, tinha-se os restaurantes das senhoras,Zena Oliveira (avó do Diego e Tiago Sousa), dona Benedita e dona Coló e ainda o velho fruteiro senhor Duca. 
    No Natal e fim de ano o antigo prédio engalanava-se, ali se realizavam as grandes festas ,onde os ruralistas e o pessoal das vilas próximas, vinham em massa, para dançar ou apreciar os melhores pares dançarinos, que recebiam premiações -o folguedo ia até de manhã.
     Quantas vezes à noite, nossa molecada, corria e brincava ao seu redor, de "pira" ou "mãos ao alto", onde o "xerife", ia procurar um por um dos "bandidos", quando nem se sonhava com televisão.
     O tempo para aquele velho Mercadão chegava ao ápice, quando suas tesouras sustentáculos do telhado, começaram a arquear e tentou-se um paliativo escorando-as feito muletas, porém o perigo de desabar era iminente.
    O gestor Nestor Ferreira ainda tentou recuperá-lo ou construir outro em seu lugar -porém não logrou sucesso diante da falta de apoio e recursos, cujo
  deputado da época, não esboçou o menor empenho.
    Meses depois a sentença: o velho e imponente Mercadão de outrora, aos sessenta anos de existência, seria demolido inapelavelmente,sem nenhuma chance de recuperação.
    Eu na época morava em Belém e quando aqui cheguei, só tive o desprazer de ver em seu lugar, um monte entulho, entre paus e telhas. Talvez Palma Muniz o seu criador e construtor lhe desse alguma esperança de vida, mas infelizmente, já não estava entre nós.
    Quando contei ao meu primeiro neto, essa história, consegui conter as lágrimas, porém não pude disfarçar a emoção.  

ESTARRECEDORAS !


     É o que se pode concluir sobre a manchete e a reportagem da revista Veja, da semana passada, dia 19 de setembro de 2012.

domingo, 23 de setembro de 2012

EXEMPLOS RELEGADOS


    Concordo que toda pessoa tenha a vontade e o direito de servir ao berço onde veio ao mundo. 
   Lembro-me de minha geração que nascera num momento de um perverso sistema político aqui adotado, onde ou se obedecia ao "rei", ou ficava-se calado.Quantas perseguições, quantos constragimentos, quantas injustiças vimos, tudo em nome da ganância, materializada na permanência e sede ao poder. Infelizmente muitos, uma vez investidos em altos cargos, não conseguem  livrar-se desse comportamento, -em muitos casos, excessivo.Exemplos não nos têm faltado como os senhores: Jaime Brito, Carlinho Cancela e por fim, o outro vice-prefeito Keko, que foram sumária e inapelavelmente destituidos de suas funções.
     Aquela época, nossos jovens não tinham opção para continuar seus estudos, após concluir o curso primário no hoje centenário Sílvio Nascimento e o Colégio Antonio Lemos, admitia somente o sexo feminino e mesmo assim, órfãs. Talvez por esse motivo, apenas pessoas de mais idade é que eram convidadas a participar do processo político, seja para vereador ou para o executivo.Como naquela época eram poucos os partidos, nos fazia crer, que existia mais fidelidade, compromisso e até mesmo honradez e convicção  em termos dos ideais daquela gente. Pessoas comuns e idosas sim, porém detentoras de uma dignidade sem par, onde assistimos debates num Legislativo que jamais se deixou influenciar, redundando em cassações e até renúncias, pelo bem do decoro da transparência e da probidade administrativa -muitos desses homens públicos, ajudaram a aniquilar já nos anos 70, uma farsa "coronelista", responsável pelo retrocesso deste município, que ainda hoje sentimos os efeitos.
      Quem viveu aquela época, é testemunha do legado que nos fora deixado, por tantos que serviram a esta terra, portanto um exemplo de dignidade, amor e sentimento municipalista.
       Infelizmente os anos parecem ter concorrido para que tudo isso fosse gradativamente se ocultando,onde os ideais são permutados pela avidez ao poder, o compromisso cedeu ao compadrio, os debates perderam a voz, onde alguns jovens pensando em "servir", preferem o caminho da imprudência do incitamento e da discórdia pela discórdia  -tão deprimente quão condenável.
      Seria muito triste, se todos passassem isto, para seus filhos e netos. Logicamente que não justificaria nossa passagem pela vida terrena.
      

FRANGÃO EMPATA EM CASA

        Jogando na tarde deste domingo (23) no Abreuzão, o Izabelense empatou em 1x1 com o Gavião Kyikatege, partida válida pela Segundinha do Parazão-2012, quando as duas equipes faziam a primeira apresentação nesse torneio.
      O Izabelense iniciou a partida com muita disposição, quando o goleiro do quadro visitante, salvou um gol certo, numa cabeçada do ataque alvirrubro -que ainda teve outra oportunidade, mais não conseguiu seu primeiro gol e  esta etapa terminou em branco.
    O Izabelense voltou mais agressivo no segundo tempo e logo nos primeiros minutos fez 1 a 0. Porém a equipe indígena não se entregou e sempre levava perigo à defesa do Frangão. Aproximadamente aos 25 minutos desta etapa,fez o gol de empate, e acabava com as pretensões do Iza em faturar 3 pontos na tabela. 

PELO SUB-17 : IZABELENSE 1X2 CASTANHAL

A equipe que disputou o ano passado e o esforçado Renato Cláudio (o primeiro à direita)

     Jogando no Abreuzão agora pela manhã (domingo-23), o Izabelense após estar vencendo no primeiro tempo por um gol, acabou cedendo, permitindo a virada dos castanhalenses, na outra etapa.
     A rapaziada do Frangão, que vinha de uma goleada sobre o Gavião Kyitege por 4x0, esteve bem na primeira etapa, quando saiu na frente, no placar. Porém no segundo período, cometeu um penalty infantil, que o time visitante converteu e aumentando cada vez mais a pressão, onde alguns jogadores locais demontravam cansaço -do que se aproveitou a equipe do Japiim e marcou o tento da vitória, cerca de 10 minutos depois.
     A equipe do Frangão nesta categoria, tem contado com jogadores essencialmente prata-de-cas e sob o comando de Renato Cláudio e o apoio do Corpo de Bombeiros local, lutam para que Sta. Izabel dispute esta difícil competição.
    O Izabelense tem como time-base: 1-Ânderson,2-Daniel,3-Luan,4-Cássio,5-Júlio,6-Edinaldo,7-Marcos Victor,8-Maurício,9-Caio,10-Jadson e 11-Israel.
 Do nosso humilde Blog, toda sorte a essa rapaziada e aos coordenadores, que mesmo sem apoio oficial,fazem a sua parte. 

sábado, 22 de setembro de 2012

NOVO VEXAME BICOLOR


    O Paysandu jogando no Mangueirão esta tarde (sábado-22), diante do Sta. Cruz de Recife, acabou empatando em 0x0 e caiu para a 7ª colocação da Série C do Brasileirão.
   O time paraense precisava aproveitar esta partida diante de sua torcida, que foi prestigiar sua equipe, onde mais de 5 mil expectadores se fizeram presente, porém acabaram decepcionados mais uma vez, com a equipe que deixou de faturar 3 pontos, em casa.
    Segundo o presidente Omar Pinheiro, a diretoria vai conversar com o técnico Givanildo Oliveira, que pediu reforços e o clube vai estudar essa possibilidade.  

PESQUISA SUBSTIMADA


    Todo mundo sabe que pesquisa é pesquisa. a hora de decidir é outra coisa bem diferente.
Porém uma amostra dessas há cerca de um mês de uma eleição, dando mais de 50% de vantagem a um candidato é impactante e não merece o descaso e nem a despreocupação do adversário. Embora seja reconhecido o "poder de fogo" do partido verde, o choque foi indisfarçável. 
   Se por acaso a expressiva preferência fosse para o 15, logicamente que seria algo mais a somar em sua numerosa, ruidosa e milhionária propaganda. 
     Descaracterizar, reduzir e até menosprezar o que demonstrou a opinião pública nesta amostragem, obviamente que não condiz a verdade,apenas faz parte do jogo político, onde mentes doentias parecem ir mais longe,que seria duvidar da veracidade dos pesquisadores, ou ainda não lhes caiu a ficha.
     A oposição é claro, não pode "deitar em berço explêndido" e aguardar a vitória, pois é a fase mais aguda da batalha, tendo contra si o poder financeiro que consegue colocar nas ruas, uma legião de pessoas (geralmente   desempregadas), onde infelizmente, muitos apenas servem de instrumento a serviço do capitalismo,isto é, a escória sobrevivente de mais oito anos deste grupo no poder.
     Uma pesquisa dessas,apenas ignoram aqueles cuja mente não consegue vislumbrar, o que vem do povo e o que se  quer incutir ao povo. Inclusive ela é aberta a qualquer grupo que está concorrendo a uma eleição e apenas não se arriscam a publicar a preferência do povo,os que estão em uma situação claudicante.
    Uma eleição onde a força financeira de um lado  é infinitamente maior, é mais bonito e salutar, ganhar ou até perder, com votos vindos expontaneamente do âmago popular, do que vencer sem esse necessário e verdadeiro calor humano.    

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

UM BRUXO (AGORA) ELITISTA

     
   Pai Quiquinho de Ogum, que antes da fama, adivinhava até briga de galo, por 1 Real, agora embevecido pelos dólares, pois foi contratado por um poderoso grupo "norte-americano", para prever quem vencerá: Obama,Romney ou Johnson. 
   Por muito insistirmos há dias, através de todos os meios de comunicação, ele resolveu nos atender, por meio da secretária, para assuntos eleitorais, que logo nos avisou que o adivinho, cobraria 100 dólares de cada candidato analisado em seus búzios, agora folheados a ouro 18 "qui lates" -e que o pagamento só à vista -o que nos levou todas as economias de "8 anos". Aí que sentimos o quanto seria bom (pro nosso bolso) se aqui em SIP, tivéssemos apenas dois disputantes, isto é, o que vai ganhar e o que não vai vencer. Porém como não tínhamos outra opção, botamos fé (no agora internacional) guru dos bruxos. 
    Após duas semanas de suspense e insônia, ele nos remeteu o resultado de suas (agora infalíveis,segundo ele próprio) premonições. Antecipou-nos todavia, que as pesquisas aqui em SIP são "55"%" verdadeiras. Porém quem vai ganhar mesmo, são: os ciclistas, motoqueiros, donos de veículos, "bandeirinhas",  artesões de flâmulas e camisetas, e locutores, que com o impacto da anterior pesquisa , terão "15" vezes suas rendas aumentadas até as vésperas da grande refrega. E acrescentou: -Não me encham mais o saco!
   -Muito abusado e folgado, né não?. Esqueceu do  tempo em que ele fazia previsões também a 1 Real, para ver se o Lula ganhava eleições ainda no ABC paulista.
    É como diz um amigo meu: -A elite é como uma mulher "feia", mas mesmo assim, atrai. 

FINALMENTE FRANGÃO ESTREIA DOMINGO (24)


     A tabela da Segundinha do Parazão teve que sofrer alteração, em virtude da desistência do Time Negra, que estava na chave do Izabelense. Em vista disso, o nosso Alvirrubro enfrentará a equipe do Gavião Kyikatege, sendo os únicos da Chave C.

     O nosso representante sob o comando de Nélio Pereira, vem treinando com afinco para garantir 3 pontos, levando-se em conta que joga no Abreuzão, á tarde, embora sabendo que terá uma equipe bastante competitiva pela frente.

     O Izabelense poderá mandar a campo a seguinte formação: Ângelo,Cleidir, Magrão, Adriano,San e Edinaldo; Diego Maciel e Jeziel; Fabinho, Albertinho e Barata.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

O QUE PODE GERAR A FALTA DE PLANEJAMENTO ?


      Um cidadão meu conhecido, morador da área Jardim das Acácias, disse-me há cerca de cinco meses atrás,  que estava havendo um movimento através de um cidadão também residente naquele local, que iria contestar sobre a construção da nova fábrica de latinhas. Argumento: o referido empreendimento iria poluir um córrego que passa na parte posterior daquela área residencial. 
     Como não fui mais para aqueles lados, soube  através de um outro amigo que a referida  obra da fábrica tinha  paralizado. Coincidentemente ontem encontrei com o primeiro informante e ele me garantiu que realmente o projeto parou, tendo em vista o igarapé encontrar-se com suas águas, sem a menor condição de banho  e apresentar uma cor esquisita. Porém não me confirmou ter sido alguma ação de pessoa que ali mora.  Agora o que mais intriga é que, quem autorizou a instalação da citada fábrica , próximo de um curso dàgua, que serve de lazer aos moradores de uma área urbana Será que passou pelo  visto do  órgão competente, no caso a Sesma ?
    Por essas e outras, que sempre defendi a urgência na escolha de uma área,  fora do eixo urbano, de gandes  dimensões, dotada de toda infraestrutura, destinada ao nosso Pólo Industrial.
      Enquanto não tivermos governantes que possuam vontade política e dicernimento  para atrair grandes empresas para o município, é claro que viveremos sempre com dificuldades, isto é, de pires na mao , com "administradores"  que passam 4, 8, e até12 anos e saem choramingando que não tiveram apoio, por isso não conseguiram fazer com que o município se desenvolvesse ecomomicamente .É preciso que se reconheça que não se pode administrar como há 40 anos atrás, quando nos contentávamos com,algumas carradas de asfalto,uma caçamba e um ou dois tratores, isto, em época de campanha, servindo mais para eleger vários governadores, que nos consideravam apenas como "uma região agrícola". Hoje já somos 60.000 habitantes e o administrador além de ter que dedicar tempo integral ao município, morar nele (isto está na Lei), sem compromisso com outros negócios particulares. Lógico que o crescimento populacional, exige mais empenho do gestor,  um quadro de assesssores altamente qualificados e domínio total do que existe no solo, para transformar em divisas, apostando e atraindo o capital empreendedor.

    E agora ?  Atende-se ao apelo de nossos moradores citadinos , (que não deixam de ter razão), ou perde-se a oportunidade de gerar mais empregos para uma grande legião de pessoas que necessitam de uma colocação, para sobreviver ? 
     O Grupo Yamada parece também, que (misteriosamente), desinteressou-se de aqui se instalar. 
      Resposta sobre a indagação do título da postagem: MISÉRIA.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

QUEM É O PIOR ?


     O senador Mário Couto, apesar de não conhecê-lo pessoalmente, creio que seja um dos últimos políticos "sem papas na língua", como se dizia à certa época, onde alinhavam : Magalhães Barata, Geraldo Palmeiras, Maravalho Belo, (no Pará), Carlos Lacerda (no Rio),  Antonio Carlos Magalhães (na Bahia), Teotônio Vilela (em Alagoas), entre outros. Figuras de posicionamentos fortes, isto é, aqueles que realmente falavam o que pensavam ou o que tinham certeza -aqueles que se diziam "não ter o rabo preso".

     Para os que não sabem, hoje este Senador "fanfarrão", está bancando sozinho o nosso Atlético Clube Izabelense, para disputar a Segunda Divisão do Campeonato Paraense, para que o município tenha uma nova projeção no esporte, hoje relegado às traças. 

    Muito pelo contrário, há anos atrás, um grupo de empresários de nossa terra, com endosso de uma certa administração, pretendia lançar mão do único bem de um clube quase nonagenário (seu estádio), com o pretexto de transformá-lo em comércio. Felizmente, em boa hora, a Câmara Municipal impediu tal linchamento esportivo, que acabaria acontecendo, até mesmo sem a ciência dos 10 Sócios Beneméritos ainda existentes. O vereador Totó (que aí está), foi quem encabeçou uma ação imediata e contrária a uma atitude tão irresponsável e anti-izabelencista.

     Creio que o Bruno Marques, usou palavras no mínimo desrespeitosas, para com um Senador da República, talvez por questões pessoais. Não creio que alguém do seu "novo partido" o aconselhou ao infeliz adjetivo. E nem acho que lhe pedem para fazer genuflexão e encarar o Marió e outras figuras, antes seus desafetos. Como também não lhe solicitam a fazer vista grossa, sobre a "Ficha" de alguns de seus novos chefes na política.

     Geralmente nos partidos que tentamos  nos "intrujar", só vemos: honestos e santinhos.

   


terça-feira, 18 de setembro de 2012

TRAFEGANDO COM O TRÁFICO


     
    Esta aconteceu em plena Câmara Municipal, por volta dos anos 2000. 
     O falecido vereador Luis Amorim (mais conhecido como Lola), propôs um Título de Honra ao Mérito a um jovem oficial da PM, que no momento estava à frente do tráfego da cidade. 
   Os vereadores após cientificados do trabalho do militar e por tratar-se de um filho de um cidadão izabelense, quase todos concordaram. Digo quase todos porque apenas uma voz foi discordante, justamente de uma vereadora, que pelo seu semblante notava-se sua preocupação e indignação relacionadas à proposta do caro colega. Ao levantar-se para justificar seu voto , disse em alto e bom som: "Eu não voto em traficante, porque meu bairro já está cheio deles". Em questão de segundos  o plenário desabou em gargalhadas.
    A parlamentar também não entendera que era com ela o motivo da gozação e que sem querer, descontraíra o ambiente.
    Quanto ao trabalho da "brilhante" defensora dos bons costumes e da ordem, deve ter continuado. Porém o que deve ter sido difícil, foi lhe convencer,  que "tráfego" e "tráfico", não viajam pela mesma rota da contravenção.  

BANDEIRANTES VOLUNTÁRIOS



      Emociona a gente ver, filas e filas de pessoas, que "tiram um tempinho dos seus afazeres" e lá se vão, a pés ou em suas bykes, circulando pela cidade, devidamente embandeiradas. 
     Nunca se viu (em tempo algum), tanta "dedicação" a uma causa, isto é, o verde da esperança de alcançar um emprego "verdededeiro".
    Seria por isso, que já denominaram de "Onda Verde" ? 

domingo, 16 de setembro de 2012

QUESTÃO DELICADA ?

       Claro que campanha é campanha, assumir um cargo, é bem diferente. Assim como dizem no futebol: treino e treino, jogo é jogo. 

    Não se pode negar que o projeto do candidato Evandro é interessante e tem conteúdo. Entretanto, na peça publicitária onde é "inquirido" pela suposta entrevisdora, que lhe pergunta: como ele vai arranjar recursos para realizar todo este seu programa de governo ? Ele responde, que aí é uma "questão delicada".

   Ora, se o gestor que sai, durante oito anos  não realizou a metade do que é proposto pelo jovem candidato, o que já seria razoável  -e se não o fez, foi por falta de amparo do seu próprio partido ou incapacidade. Isto daria logicamente, oportunidade ao seu sucessor, em sequenciar o trabalho . E aí sim: justificaria o slogan, "Avançar".

    Agora, realizar tudo isso, em apenas quatro anos, cujo partido não é situação , em nível estadual e nem federal. Não seria uma questão (ou missão) "delicadíssima", senão pouco provável? 

  

PAYSANDU CAI DIANTE DO FORTALEZA


    Pela Série C do Brasileirão, Grupo A, (hoje  domingo-16), à tarde no Estádio Presidente Vargas, na capital cearense, o Paysandu após realizar um excelente primeiro vencendo por 1x0, gol de Yago Picachu, acabou surpreendido na etapa final e perdeu por 3x1 para a equipe cearense. O jogo favorecia ao Papão até por volta dos 25 minutos da etapa de complemento, daí em diante o Fortaleza passou a pressionar e marcou três tentos, dentro de 8 minutos, consolidando o placar.
    O Papão agora tenta se reabilitar, sábado à tarde no Mangueirão, contra o Santa Cruz (Recife), com uma única condição: ganhar ou ganhar. 
    
     

TAREFA DIFÍCIL PARA O PAPÃO

Reforço para o Bicolor

       O Paysandu tem hoje (domingo-16) às 17 h, um compromisso difícil na Série  C, do Brasileirão, diante do Fortaleza, na capital cearense e precisa vencer para manter-se entre os quatro primeiros colocados do Grupo A. Agora sob o comando de Givanildo Oliveira,  conseguiu apenas quatro empates, com 50% de aproveitamento. Apesar das equipes se nivelarem técnicamente, segundo analistas , os alencarinos jogam junto à sua torcida, no Estádio Presidente Vargas, o que lhes dá um considerável favoritismo.
      O Papão deverá entrar em campo, com: Dalton; Marcos Vinicius,Fábio Sanches e Tiago Costa; Yago, Vânderson, Leandrinho, Harison e Rodrigo Fernandes; Tiago Potiguar e Moisés.
       A galera bicolor com certeza, vai torcer até o finalzinho da partida.
     

sábado, 15 de setembro de 2012

SELECIONAR É (MAIS) QUE PRECISO


      Todo cidadão razoavelmente informado, sabe que nenhum regime político é ideal. A Democracia à moda brasileira, apesar de seus pontos positivos, deixa uma grande lacuna, quando não prima por uma prévia seletividade aos candidatos a qualquer cargo eletivo.
    Como sabemos, um dos seus critérios para o cidadão votar ou ser votado é ser alfabetizado. Ora, este cidadão poderá chegar ao executivo onde,entre outras atividadades, lidará com: complexos orçamentos,aplicação e controle de verbas em vários setores,contratação ou dispensa de pessoal, defesa do cidadão, elaboração e aplicação de planos que gerem crescimento econômico e bem-estar social. Acaso eleja-se vereador, terá o encargo de representar a sociedade em todos os sentidos, fiscalizar os atos do executivo, votar orçamentos, criar, interpretar ou votar  leis que venham engrandecer o município.
     Hoje até mesmo o Judiciário exige de seus magistrados ou outras funções, concurso, bem como, o governo em todos os níveis (municipal,estadual e federal), assim cumprem leis, selecionando seus quadros funcionais.
     Portanto, como um cidadão com escolaridade mínima e sem prestar uma menor prova seja, de conhecimentos gerais, leis que abranjam sua função e até mesmo um teste de nível mental, possa assumir tamanha responsabilidade, seja gerindo verbas públicas ou criando leis, isto é, com o destino de uma sociedade às mãos. Resultado prático: muitos municípios deixam de desenvolver-se, em função da falta de melhores esclarecimentos, de quem os dirige.
      O Judiciário tem dado mostras contributivas ao processo, excluindo aqueles que realmente não reúnem condições de participar de um pleito eleitoral, porém, às vezes recua, face às leis já consideradas obsoletas, para a época.
      Uma rigorosa Reforma Eleitoral, poderia melhorar e muito, isto.       

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

UM LÁZARO BEM COTADO

    

     Soube através de um amigo da Vila de Americano, que um dos descendentes da tradicional família Lázaro, o Virgílio Kennedy, está bem cotado a assumir uma cadeira em nossa Câmara Municipal. Minha satisfação não poderia ser maior, pelo fato de pertencer a essa àrvore genealógica e sua genitora, Sra. Altanir, ser minha prima legítima e considero-me amigo da família.

    É sem dúvidas um rapaz competente e que muito tem lutado  para que a Vila tenha melhores dias,  à frente da conceituada Associação Comunitária de Americano.

    Ao Kennedy, todo êxito e que bem represente a fibra dos Lázaro.

FRANGÃO PEGA KYIKATEGE NA QUARTA

               
    Com a desistência repentina do Time Negra, o Izabelense que jogaria amanhã (sábado-14) contra esta agremiação pela Segundinha do Parazão-2012, fará seu primeiro jogo somente na quarta-feira (19), diante do Gavião Kyikatege, no Edilson Abreu, de acordo com a tabela da FPF.
    O nosso Alvi-Rubro este ano,conta com o apoio do senador Mário Couto, (que também patrocina a equipe estreante neste torneio, o Sta. Cruz, de Cuinarana (Salinópolis).
    O Frangão contará com uma equipe à base de jogadores "rodados", sob o comando técnico do conhecido Nélio Pereira.
   O grupo continua treinando com afinco visando realizar uma boa estreia, suplantando assim a Equipe Indígena, sabendo que desta vez valem 3 pontos na tabela. 
   Os destaques do Vermelhão são: o goleiro Ângelo, Magrão, Sam, Jeziel, Barata,Diego Índio, Léo Oliveira, Fabinho, Albertinho, dentre outros.
    Torcedor vá lá (na quarta-19), o Izabelense precisa do seu apoio!

IZABELENSE DISPUTA PARAZÃO SUB-17


O incasável Renato Cláudio, coordenador
         Com uma equipe formada de jovens essencialmente do município, o Izabelense está disputando o Campeonato Paraense Sub-17, com muita motivação.
      Tendo o apoio irrestrito do comandante do Corpo de Bombeiros,  e a coordenação do desportista Renato Cláudio, a rapaziada, quer retribuir em campo esta grande responsabilidade, que é defender o município, através do A.C.Izabelense.
      O referido torneio, foi idealizado pela FPF, com apenas um único turno, sendo que o nosso Vermelhão está incluído na Chave "A", que ainda conta com os seguintes clubes: Castanhal, Gaviões Kyikatege,Paysandu, Sport Belém, Tiradentes e Vila Rica.
                         
                                          JOGOS
Dia 14/9 (amanhã)       Izabelense x Gaviões Kyikatege (Abreuzão)
   "   23/9                      Izabelense  x Castanhal                      "
   "   29/9                      Izabelense  x  Sport Belém                 "
   "   05/10                    Paysandu    x Izabelense              (Curuzu)
   "   12/10                    Izabelense  x  Vila Rica                (Abreuzão)

Dentre outros atletas, o nosso Frangão  conta com o seguinte time-base: 1-Anderson,2-Daniel, 3-Luan, 4-Cássio,5-Júlio, 6-Edinaldo,7-Marcos Victor,8-Maurício,9-Caio,10-Jadson e 11-Israel.

"BATER" OU NÃO "BATER", EIS A QUESTÃO


OPOSIÇÃO  X  SITUAÇÃO
   O que causa espécie nesta campanha, é uma gravação, que diz que a oposição só sabe "bater". Será que o tal "gênio" que bolou a "peça publicitária" já viu em algum lugar do mundo, onde o opositor manda "flores" ao adversário?
    Imaginemos se o candidato da situação e o partido que ele representa, tivessem um excelente trabalho e um vasto currículo político nesta terra; se quem o  apontou, tivesse realizado uma das melhores gestões, ou 1/3 do que "pretendia",desde quando fora eleito em 2005; se tivesse executado obras realmente tranformadoras; se tivesse conseguido fortalecer a economia, aumentando a renda municipal e gerando inúmeros empregos; se tivesse conseguido disciplinar o trânsito, evitando tantas perdas de vida; se tivesse urbanizado os nossos bairros e vilas; se tivesse dado condições de trafegabilidade às nossas estradas vicinais, -enfim se realmente tivéssemos dado um longo passo ao progresso, -claro está, que tudo isso favoreceria o candidadato da situação.
    A oposição nada mais faz que o seu papel, isto é,explorar todas essas falhas e necessidades por que ainda vem passando o município, logicamente sem apelação, mas como recurso de camapanaha, que é legal e constitucional -desde que não desabone a conduta de quem quer que seja.  
    Deduz-se que o grupo que resolveu (ou preferiu) o candidato mais forte (financeiramente), alguns por conveniência, outros por acreditar nesta "força", cremos que nenhum por reconhecimento à administração atual ou mesmo idealismo partidário. Haja vista que, no decorrer da campanha (segundo um blog da cidade) pensou-se em dissociar a imagem do gestor atual e, a propósito ou não, não se ouve falar nas performances desse partido em nosso município ou mesmo de seus líderes, em nível estadual e nacional. O que transparece uma associação de pessoas, dispostas a mudar. Na nossa irrelevante opinião, talvez uma mandança partidária, os beneficiaria muito mais.
    Agora pergunta-se: aonde o pessoal do "verde" arruma tanta dedicação, esmero e forte afeição,ante uma candidatura, que evita (ou tenta evitar) seu "criador", não propaga seu partido e nem seus "chefes", porém alimenta-se de um programa de governo (aliás com bom conteúdo), porém se não tiver respaldo político (principalmente do PMDB), do governo do Estado e Federal, dificilmente será colocado em prática. A atual gestão, parece ter tido essa amarga experiência.
    Os fatos aí estão, a oposição apenas faz seu papel antagônico e democrático  -se isto configura-se como"bater", é outra questão.
     

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

CAMPANHAS DE ONTEM E DE HOJE


    Há muito tempo que não se via uma campanha tão entusiástica e sobejamente intensiva, como agora em torno do candidato situacionista.
    Para os que não são da época, o saudoso Antonio Pinheiro dos Santos, nos anos 50, conseguia arregimentar tanta gente, durante os 60 dias pré-eleição, principalmente em sua residência, quando naquele período era possível toda a sorte de artifício para atrair o eleitor. Sua campanha nas ruas era uma festa só, principalmente em função de suas belas filhas, que discursavam muito bem. Como também eram realizadas lautas churrascadas, feijoadas e até orquestra do exterior fora contratada em uma certa vez, para noitadas em sua vistosa morada, onde passava seus finais de semana, em nossa cidade.Pinheiro, apesar de tornar-se sempre um forte candidato, até hoje desconhece-se porque o povo faltava-lhe na hora "H" com o voto, -sendo que as vezes que assumiu a prefeitura, fora através de nomeações e nunca deu mesmo sorte com seu eleitorado, apesar do seu jeito de bem tratá-lo.
    Hoje como muitos desses "atrativos" não são mais permitidos, os que dispõem de melhor poder financeiro, conseguem arregimentar verdadeiros exércitos de "bandeirantes" , carros-sons e uma imensidão de material visual, logicamente que suplantam, em termos de número de propagandistas,sonoramente e visualmente. São tantos adeptos ou simpatizantes, que surpreenderiam qualquer análise que se fizesse, da candidatura (até então desconhecida), mas com o aval da atual gestão.
    Entre os propagandistas, parece existir uma disputa entre si, para ver quem eleva mais alto o nome do candidato, -e certamente esperam deste, a realização das suas propostas amplamente divulgadas - porém antes, é claro, terá que ter o apoio incondicional e maciço do seu partido, do governo estadual e federal, para podermos realmente "Avançar", -o que a atual gestão (ao que parece), não conseguiu ao longo desses oito anos.
    Voltando ao nosso Pinheiro dos Santos,que teria prometido muito mais, anos depois foi que percebeu, que seus "eleitores" queriam mesmo era usufruir dos dois meses de rega-bofes, que ele proporcionava à galera, nas vésperas de eleições.
        

domingo, 9 de setembro de 2012

FRANGÃO CAI EM AMISTOSO

A reduzida torcida no Abreuzão

    Pouca gente foi assistir  o A.C. Izabelense ser derrotado  hoje à tarde (domingo-9), no Abreuzão, em um jogo amistoso,visando o Campeonato da Segunda Divisão Paraense-2012. 
   O adversário foi o Sport Belém,que igualmente lutará por uma das duas vagas no referido certame. O rubro-negro da Capital marcou os dois gols no primeiro tempo, tendo o Frangão partindo para cima, mas não conseguiu igualar o marcador.
     Na etapa de fundo, o Izabelense dominou a maior parte das ações, porém com a sucessão de passes errados e poucos arremessos a gol, permitiu assim o triunfo do Sport Belém, por 2x0.
    O Izabelense utilizou neste jogo-treino os seguintes jogadores: Ângelo; Cleidir,Magrão e Adriano; Sam (Galvão), Edinaldo e Maciel; Fabinho, Jeziel, Jaime (Diego Índio) e Léo Oliveira. Téc. Nélio Pereira
    Fomos informados pelo presidente Nilson Solon, de que o Izabelense já no próximo sábado (15), enfrenta o Time Negra (na Curuzu) e na quarta-feira (19) no Abeuzão , a equipe do Gavião , ambos os jogos, já valendo pela Segundinha.
     

sábado, 8 de setembro de 2012

CARICAFATOS


Poucos conheceram a obstinação e a predisposição de Alderico Miranda quando envergava a camiseta número 11 do Izabelense, lá pelos idos dos anos 60. Posso falar de cátedra, pois lá estive com ele nas quatro linhas. Quando a bola não lhe chegava aos pés, percorria quase toda a extensão do campo e chegava a ela, com um folego de um verdadeiro dragão. 

     Eleito em 73 pelo então MDB, para administrar o município, cujas verbas eram parcas ou não chegavam até ele, não contava história: convocava um grande mutirão e mãos à obra. Assim conseguiu calçar algumas ruas da cidade. 

   

DISPENSARIA MAIORES COMENTÁRIOS

Dr. Gilberto  Pessoa

      Há mais de quatro décadas radicado em em nossa terra, Gilberto Pessoa aqui chegou nos idos de 60. Ainda como acadêmico de medicina, logo viu-se atraído pelo lugar, fixou residência. Fora um dos poucos (ou o único), a acompanhar todo o trabalho do incansável Dr. Edilson Abreu, na árdua tarefa de manter e ampliar um hospital em Sta. Izabel.
     Após concluir sua formação, Gilberto optou por viver neste município, onde conseguiu um vasto círculo de amizade, quer na sua área profissional, quer como atuante legislador por duas vezes, em nossa Câmara Municipal. 
    Como médico, um exemplo de dedicação e zelo à nobre profissão. Como homem público, um legado de honradez e trabalho, sendo autor e principal responsável pela construção do Palácio Legislativo, que como justa homenagem leva seu nome. Como parlamentar, sempre esteve ao lado da justiça e da transparência, quando esteve à frente da presidência da Câmara, ou na participação ativa e coerente nas duas CPIs que investigaram a conturbada e atribulada administração de Antonio Simão, sendo um dos cinco vereadores, que primaram pela dignidade e moralidade da coisa pública, àquelas alturas.
    Por este longo período de atividades em nosso município, Gilberto tem seu nome lembrado no coração de cada cidadão izabelense, em cada rua, em cada bairro, pois sua humilde origem na selva amazônica e sua profissão humanísta, o fizeram um homem simples, lutador e preocupado principalmente com o seu semelhante. Por isso também escolheu o caminho político, como um instrumento para ajudar seu povo. Seu passado, seu abnegado trabalho, sua dignidade como pai de família exemplar, tudo isso dispensaria maiores comentários.
    Ele deve ter certeza  de que, os votos que receber nestas eleições, têm um único significado:  são votos expontâneos, sem deturpações, de cidadãos que reconhecem sua trajetória de vida, seu valor, sua luta e sua honradez, tanto no campo político, como no exercício da medicina. 
     
    
        

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

DIA DA INDEPENDÊNCIA


     A Festa da Independência que iniciou às 9 h, , teve seu encerramento em torno das 14h 30.
    Após o asteamento da bandeira e entoado o Hino Nacional, no palanque destinado às autoridades,  começava o grande desfile ao longo da Av. Pedro Constantino, com a apresentação do efetivo do 12º Batalhão da PM, seguindo-se do Corpo de Bombeiros e inúmeros estabelecimentos de ensino, além de outras intituições que deram um colorido e um brilhantismo especial à data de nossa Independência.
     Chamavam a atenção grandes faixas, que traduziam amor,fraternidade, a esperança de um futuro melhor e ainda a valorização e estímulo à Educação e a Cultura izabelense. 
    Nossa  classe estudantil compareceu em massa, com muito garbo e alegria, mostrando ao grande público que compareceu à Praça da Bandeira, que realmente representa o futuro deste nosso querido município.
     


     

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

OS GESTORES E OS FATOS

       Há cerca de 35 anos atrás, o então MDB, elegia seu primeiro prefeito em Sta. Izabel, Sr. Alderico Miranda,  escolhido por um grupo que fazia oposição a um determinado chefe político local. O gestor conseguiu executar um trabalho abnegado, muitas das vezes em forma de mutirão, realizando calçamentos de ruas e abrindo várias outras. Ganhando a simpatia do povo, juntava-se a Antonio Romão em 77 e venciam as eleições daquele ano, pela mesma sigla. Romão teve bastante dificuldades no início, porém depois, conseguiu um aval do governador arenista Alacid Nunes, que muito lhe ajudou, o que praticamente salvou o seu discreto mandato.
     Em 83, novamente Miranda chegava à prefeitura, agora pela sigla PMDB. Não conseguiu o mesmo ímpeto do governo anterior e teve problemas com a Câmara, que lhe afastou por duas vezes. Com dificuldade de caixa, atrasara o funcionalismo,  deixou um considerável débito na praça. Voltava em 91 e talvez sem apoio partidário, realizou o pior mandato de sua carreira, deixando o município em apertos e sem funcionar. Mesmo assim, não esconde de ninguém que fora "traído" (por quem, só ele sabe) e hoje acompanha a política apenas como apoiador de amigos.
    Edilson Abreu que em 87 fora eleito por outra sigla, aliava-se a Jader Barbalho no PMDB em 97. Este seu segundo mandato , não fora tão promissor quanto o primeiro, portanto não conseguiu continuar seu trabalho e desagradou boa parte de seu eleitorado -apesar de novamente ter recebido de Miranda um grande problema para sanar.
Aqui estacionam os ônibus intermunicipais e vendem-se passagens, na BR-316
    Como atual gestor número 15, aí está Marió Kato no seu segundo mandato, que se encerra agora em 2012. Quando ganhou a primeira eleição em 2005 sob os auspícios da cúpula do seu partido, parecia que estava disposto a mudar a escrita. Inclusive tinha recebido um município em frangalhos das mãos de Antonio Simão e conseguiu equilibrá-lo e ainda realizar algumas obras. Chegando agora ao final da segunda  gestão, tem afirmado que muito deixou de fazer "por falta de apoio" (de quem?), sendo visíveis e preocupantes as necessidades por que ainda passa o município, como: trânsito, saúde,transportes,urbanismo, emprego, crescimento e mais renda para os cofres municipais.
    Em linhas gerais, foram esses os cidadãos que estiveram à frente do executivo municipal, representando o PMDB, entre 1973 e 2012. Lógico que cada um tem uma história, porém quase sempre recai nas dificuldades e ausência de apoio.
    Porém existe apenas uma certeza: Sta. Izabel é um dos municípios que menos progrediu em toda Região Metropolitana de Belém.
     Quem por acaso duvida, acesse os dados do IBGE.   
        

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

SALVE O DIA DA RAÇA !

Grande público nas arquibancadas
Escolinha Irmã Dulce de Americano
Uma das escolas a desfilar

O palanque oficial

       Hoje 5 de Setembro, quando comemora-se o Dia da Raça, onde se reverencia as lutas da população negra e quilombola,  em busca
dos seus direitos e igualdade no seio da sociedade brasileira.
    Sta. Izabel participou ativamente, com um desfile de várias escolas da zona interiorana, tendo seu início por volta das 8h, com a palavra do prefeito municipal Mário Kató, que em breve fala, lembrou a importância da data e saudou a todos os estudantes e o público que compareceu em bom número, ao evento.
     O desfile se estendia por toda a Av. Pedro Constantino,   apresentando-se na Praça da Bandeira, em frente ao palanque oficial, onde recebia calorosos aplausos.O último grupamento encerrou a bonita festa, já por volta das 12 h.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

UMA CÂMARA PARTICIPATIVA E INDEPENDENTE


       Assim como nos esmeramos em votar neste ou naquele candidato a prefeito, devemos ter também a mesma sensibilidade e o apuro, para escolhermos quem realmente merece o nosso voto para a Câmara Municipal. 

     Aqueles que já ocuparam uma cadeira na edilidade, talvez sejam os mais fáceis de fazermos uma avaliação: se seu desempenho fora compatível, quer como legislador, criando normas que favoreçeram o povo, ou cumpriu com a outra tarefa, ou seja, de fiscalizar os atos do executivo, ou ainda, se ele foi assíduo e participativo em plenário, discutindo ou criando ideias e leis em prol do crescimento do município.Se acaso ele não se enquadrou em nehuma dessas atribuições, que são obrigatórias ao cargo, é claro que você pode estar votando para a estagnação do município e contra você mesmo.

      Hoje felizmente, temos um número considerável de novos candidatos, onde uma grande maioria possui um bom currículo e que merecem uma oportunidade de muito contribuir com a nossa edilidade.

Tarifas iguais, às praticadas em toda a RMB. O izabelense ainda espera esse direito


      Uma Câmara atuante e independente, além de merecer a confiança do povo, tem força para exigir dos administradores, lisura, empenho, trabalho e progresso para o município. Se supostamente deixar-se envolver, pode perder sua autoridade, que é inabalável e inquebrantável na forma da Constituição e no cômputo geral, perde o município em não se desenvolver e, em não se desenvolvendo perdemos todos, se não atentarmos por uma melhor seleção, escolhendo cidadãos capazes de mudar os rumos desta terra, -inclusive descartando o abominável e descabível carreirismo político.  

     Vamos dar uma chance a esta terra, exigindo e cobrando, competência  e autonomia nas legislaturas.