sexta-feira, 29 de março de 2013

J U D A S


       Se você ainda não escolheu o seu "judas", não deixe para amanhã, escolha e malhe-o hoje mesmo. 
     Damos aqui algumas opções, que "ão" de
a "judá-lo", na tarefa:

      *  O seu ex-patrão ?
      * Os caras do Mensalão?
      * Eleitor "camaleão"?
      * A corrupção ?
      * O vizinho turrão ?
      * Seu salário-ilusão ?
      * O Zé do Caixão ?
      * Bruno, Bola e Macarrão ?
      * Político bufão ?
      * Parlamentar sem expressão?
      * Governante fanfarrão?
      * Aumento da prestação ?
      * Programa de Televisão ?
      * Cunhado "pastelão" ?
      * A sogra "limão" ?
      * Devedor enrolão ?
      * O cara "xaropão" ?
      * O "puxa-sacão" ?
      *  O bobo "sabidão" ?
      * Imbecil na direção?
      * Um idiota e babão?
      * Ou todos,todos, sem exceção?      

JESUS CRISTO

                      HOJE  E  SEMPRE

A FUTURA FATURA


       Não sei se está acontecendo comigo, pois de uns seis meses para cá, não tenho tido o "privilégio" de receber a conta telefônica (linha fixa), através dos Correios. Com o costume, acaba-se por esquecer e passados dias, a cobrança chega primeiro que a conta (que nunca chega), em forma de uma gravaçãozinha, dizendo que, com poucos dias o bendito telefone será desativado e, já próximo da outra conta vencer.
      Sem saber o porquê (somos sempre os últimos...) do não envio mensal do referido boleto, fica o nosso protesto, veemente e altaneiro  -por acharmos que o usuário deveria ser melhor tratado, ao menos neste particular.
       Aos igualmente azucrinados com o fato, que elevemos , um coro uníssono e a todos os pulmões: "QUEREMOS A CONTA, ANTES DA COBRANÇA !"
        Porém, não o façamos por meio do telefone, Eles podem não "ouvir".  
      

quinta-feira, 28 de março de 2013

COMO SE DESENVOLVEU UM MUNICÍPIO

As imagens são testemunhos vivos

     Faz uns 10 anos que reencontrei um velho conhecido de longas datas, ele, nos anos 60, juntamente com o pai e um irmão, foram dedicados agentes da Polícia Rodoviária Estadual. Apesar de morarmos no mesmo bairro em nossa Capital, não tínhamos contato, talvez pelos afazeres da vida. Porém eu tinha notícias de que ele, anos depois, tornou-se prefeito em um município próximo. 
   Neste encontro meramente casual, mas que durou quase 1 hora,ele perguntou-me por Sta. Izabel, e pelo ex-colega Alderico Miranda, que foram eleitos em 1973, pelos seus respectivos municípios. 
     O meu velho amigo, fez questão de me colocar a par, da sua luta titânica para administrar o seu município, uma vez que o recebera em uma situação deplorável e falimentar  -porém com um tom de orgulho e satisfação, esclareu-me suas vitórias e a sensação de muito ter contribuído, para o progresso do município que administrou até 1976 (apenas 4 anos).
     Dentre as inúmeras providências e realizações, ele sitava como principais: oficializar os limites com o município contíguo  -sendo, segundo ele, uma luta quase desigual, porém conseguiu vencê-la. Após sanada esta questão, contatou com várias empresas de construção imobiliária e as convidou para implantarem seus projetos residencias em seu território, facilitando-lhes o máximo possível. Outro grande trunfo seu, foi desapropriar uma área de 2 x 2km  em um bairro próximo, e depois de extruturá-la totalmente, motivou vários industriais da localidade,bem como. da Capital e entregou-lhes todos os lotes da referida área, implantando o primeiro setor industrial do lugar -além de ainda ter consignado lotes extras ,para várias atividades comerciais e serviços, tal era a demanda.
      Agora faço questão de identificar este cidadão, que creio ainda estar vivo, para confirmar esta verdadeira façanha, em um município que na época, era menos desenvolvido que o nosso. Chama-se Luiz Otávio Branco, sendo um homem simples, comunicativo e boa praça. O município é Ananindeua, fundado em 1944, hoje com uma população em torno de 450 mil habitantes, um PIB de R$ 3milhões e renda per capita de R$ 6mil -possuidor da segunda maior área resendencial, um diversificado parque industrial, um comércio e serviços crescentes, constituindo-se na segunda cidade mais importante da RMB.
    Quanto a nós ... a história fala por si.

segunda-feira, 25 de março de 2013

NOSSOS ÍDOLOS

Ratinho em 2007
Nesta linha atacante: Alderico,Ratinho.Orlandino,Pipio e Lola

    Quem acompanhou o nosso futebol no início dos anos 60, deve lembrar-se de um jovem esguio e moreno, àquela altura com seus 18 anos de idade, que acabara de ingressar no A.C. Izabelense. Seu nome: José Luiz da Costa Faro, ou Ratinho como era popularmente conhecido. Nasceu em  nossa cidade em 18 de setembro de 1948, sendo filho do casal Luiz Ferreira Faro e D. Helena da Costa Faro.
      Iniciamos nossa entrevista perguntando-lhe o porquê do apelido. Ele disse que quando garoto, costumava nadar muito rápido por baixo d`água no Igarapé do Jordão e em outros às proximidades,aí os colegas começaram lhe chamar "Rato D`àgua" e deu no que deu. Acrescentou que começou a jogar futebol num campinho improvisado ao lado da Matriz, onde é hoje a Praça do Expedicionário, com a garotada da redondeza. Quando já estava mais "taludinho", fora levado pelo saudoso Mestre Silva (eterno Izabelense e seu vizinho), para treinar no Vermelhão. Depois de ter atuado no quadro aspirante por algum tempo como lateral-esquerdo, fora guindado ao quadro principal e, com a falta de um meio-campista, passou a jogar nesta posição, ao lado do saudoso Osvaldino, com quem formou um respeitado setor de armação, se firmando por vários anos e em cuja função encerrou sua brilhante carreira.
      Zé Luiz, ou Ratinho, continuando o bate-papo, citou nomes de grendes atletas com quem teve o privilégio de atuar,como: Cacareco, Edmilson, Jurandir, Chico, Osvaldino,Formiga,Alderico,Orlandino, Lola,Pipio, Canhoto, entre outros.
      Ratinho tinha como características: o domínio de bola, a precisão no passe e o forte arremesso a gol, que concretizava sempre de fora da área. Disse da saudade  que sentia da época, onde: "Se jogava pelo suor" -assegurou. Ratinho inclusive se orgulha de vestido apenas duas camisas: do Vermelhão e da Seleção Izabelense. Também elogiou o trabalho abnegado do saudoso Manoel Silva e José Pedro de Almeida Campos , dois grandes baluartes do Iza em todos todos os tempos. Ratinho também não escondeu suas preferências clubísticas: Izabelense,Paysandu,Fluminense e Santos.  
      Qundo realizamos esta entrevista com este grande craque do passado, foi através do extinto Jornal Izabelense, em abril de 2000. e este velho companheiro estava com 52 anos, já aponsentado da Prefeitura Municipal de Belém, quando conversamos à margem do Rio Caraparu, em um belo domingo de sol.
      Sempre boa praça, Ratinho reside na Capital, porém de vez em quando vem à terrinha (onde a família preservou a casa até hoje, junto aos Correios), para matar saudades e rever a turma que ainda está por aí.  
      Felicidades portanto, a esse velho companheiro de "guerra" e aos seus familiares

sexta-feira, 22 de março de 2013

A CHANCE DE ARRUMAR A CASA


    Qualquer cidadão é capaz de reconhecer que somente é possível uma empresa crescer, se buscar meios para ampliar o seu capital. De forma semelhante e particularmente, um município assim funciona, isto é, as gestões têm que se empenhar para que a receita ultrapasse o patamar das despesas, cuja folga de caixa daria para concretizar serviços ou obras eventuais. Então é fato, que uma instituição tem que ser sempre superavitária para ser saudável e concorrente.
    O nosso município, bem como a maioria desta região, tinha sua subsistência econômica, baseada na lavoura, no extrativismo vegetal e um comércio pouco evoluído, até por volta dos anos 60. A partir da década de 70, observou-se um significativo aumento populacional e a agricultura ganhava um peso expressivo com a cultivo da  pimenta-do-reino e depois, com a decadência desse produto, o capital evaporou, até porque, não possuíamos casas bancárias em nosso município. Os novos capitalistas (principalmente nipônicos), tinham suas contas em bancos de Belém ou Castanhal.

     Pelo que se tem notícia, nem mesmo à partir dos anos 70, quando o município necessitava disparar, não tivemos um plano futuro que hoje respaldasse e assegurasse, o nosso fortalecimento econômico. Excetuando-se raros períodos, deu-se continuidade a gestões domésticas, onde um gestor empurrava a culpa no outro e o outro, no um.

    Para complementar, agora em plenos anos 2000, dá para sentir que a toada não mudou. O governo que saiu, é verdade, recebeu um verdadeiro presente de grego e após dois mandatos, assegurou ter deixado a "casa arrumada", -o que não concorda, o que entrou (Gilberto Pessoa), dizendo exatamente ao contrário. 
    Porém o que se pode imaginar é: quando conseguiremos transformar este município, em um grande, impoluto e sólido edifício, -se ainda não conseguimos sequer, pôr ordem numa simples casa?..

quarta-feira, 20 de março de 2013

CAIXA DE ENERGIA PEGA FOGO

Bombeiros e Celpa, logo contornaram o problema
   
      Por volta das 10h 30 da manhã de hoje (20/3), na Trav. João Pessoa, entre a Av. Pedro Constantino e Rua José Amâncio, em frente a um prédio residencial  -ouviu-se um repentino estouro, seguido de fogo e muita fumaça negra, saindo da caixa medidora, do poste de eletrificação. A descarga elétrica durou uns 15 minutos, até a chegada dos Bombeiros e técnicos da Rede Celpa, que logo providenciaram o isolamento do trecho, desligando o circuito e arrefecendo o aparelho com água, que ainda se encontrava esfumaçando.
    Curiosos acreditam que teria sido alguma infiltração, em função da intensa chuva que caiu por várias horas da madrugada de hoje. Apesar do susto, nada de mais grave aconteceu.   

terça-feira, 19 de março de 2013

A LUZ QUE VOCÊ APAGA ...


     Moradores da Av. Pedro Constantino, trecho da Trav. João Pessoa à Rua Cap. Noé de Carvalho, vêm solicitar encarecidamente aos agentes responsáveis pela iluminação pública (Celpa ou Prefeitura), para que sejam reparados dois postes, nos quais,  restaurou-se a iluminação, porém as luminárias encontram-se ligadas de forma direta,isto é, noite e dia.
    Agradecemos a atenção e a compreensão.

segunda-feira, 18 de março de 2013

TRAVESSIA PERIGOSA

Passarela: urge recuperação
     
    Existia uma lombada à cerca de 50 m da passarela na BR-316, sentido Sta. IzabeL-Belém. Porém com o tempo, fora-se compactando e perdeu sua utilidade. Como do lado oposto não existe este tipo de redutor de velocidade, duplicou portanto o risco das pessoas que necessitam transpor aquele trecho rodoviário. 
   Embora sabendo-se que o DNIT vem instalando semáforos reguladores de velocidade na rodovia, medidas urgentes poderiam ser tomadas , como: refazer a lombada que existia, construir uma do lado oposto e ou ainda, recuperar o citado viaduto, dotando-o de apenas dois lances de escada (em concreto), o que poderia incentivar o seu uso pelo pedestre.
    Cremos que assim, seriam evitados acidentes de proporções indesejáveis. 

sábado, 16 de março de 2013

SEM INVESTIMENTOS, IMPOSSÍVEL !

Ao invés do Yamada,este  "Terminal Rodoviário"  
   
    Nossa capacidade de raciocinar, jamais conseguiu entender, como se pode prescindir de empreendimentos de tamanha monta, como uma fábrica de embalagens metálicas e ainda por cima, dispensar ou não empenhar-se para que uma loja do porte Y. Yamada, se estabelecesse em nossa cidade.Cremos não existir argumento algum, que justifique igual despropósito e muito menos razões plausíveis que convençam a opinião do mais simples cidadão. Juntos, os dois projetos, só viriam somar e engrandecer a imagem e a economia de um município tão carente de mentalidades empreendedoras, o que só pode concorrer para o marcar passo e o entrave desta terra,igualmente necessitada de projetos avançados e arrojados. 
   Anos se passam e ao invés de governantes cerrarem fileiras para atrair grandes investimentos, acabam devaneando-se com o poder, imaginando-se "salvadores da pátria" e o retocesso é iminente. Se bem pensassem, veriam que, a cada oportunidade dessas disperdiçada, significa menos emprego e renda para dezenas de cidadãos, que há cada quatro anos, renovam suas esperanças de um município mais próspero e uma vida melhor -colocando inteira confiança em quem escolheu.
     Embora sabendo-se que o ranço do subdesenvolvimento vem de longe, o município não se dispõe mais esperar, pelo "faz de contas", o que apenas tem lhe colocado, entre os menos progressistas da Região Metropolitana de Belém, as estatísticas ,infelizmente, acusam isto.
    Portanto, se não plantarmos hoje a semente do futuro,em parcerias com as forças empreendedoras,claro que continuaremos, fora do contexto moderno e do progresso -e ao mesmo tempo, desservindo a este povo izabelense.      

sexta-feira, 15 de março de 2013

VEÍCULO SUCATEADO, PASSAGEIROS EM RISCO


     Uma senhora apanhou ontem (14), por volta das 17h, em Belém.bem em frente ao Castanheira, uma van, com placa de Castanhal. Ela e mais três pessoas vinham para Sta. Izabel e nove outras para diferentes locais. Ao chegar em Marituba o veículo começou a apresentar sinais visíveis de falha mecânica, mesmo assim o condutor resolveu seguir viagem. Há cerca de 2km da fábrica Schincariol (em Benevides), o veículo enguiçou de vez, já por volta das 18h 30 e em plena escuridão. O motorista, bem como, o cobrador, tentaram acalmar os passageiros, assegurando-lhes que logo viria outro veículo do Terminal de Belém e completaria a viagem. Os viajantes logo viram que teriam que esperar cerca de 1 hora, e todos sobressaltados com a escuridão do local, passaram a sinalizar para outros veículos, que nem reduziam sequer a velocidade. Cerca de 40 minutos depois, parou um "iluminado por Deus" e trouxe todos os viajantes, mesmo mal acomodados.
    O azar era tanto, que não apareceu uma ronda da Polícia Rodoviária, para saber do ocorrido e ajudá-los a sair do sufoco.

quinta-feira, 14 de março de 2013

MUITO ESPAÇO PARA POUCOS


      Noticiário midiático conta de que em 2014, as pessoas poderão assistir (ou até viajar), nos primeiros voos suborbitais que levarão a bordo turistas de todo o mundo, que terão o prazer de visualizar a Terra de uma altura de 100 km e ter a sensação de flutuar na gravidade zero, chegando-se à linha denominada "Kármán", divisória entre a atmosfera e o espaço. Um dos primeiros conterrâneos a viajar é o nosso grande Rubinho Barriccelo nesse inusitado passeio.
    Para os interessados, existem dois tipos de voo espacial: o Virgin, onde poderão viajar até 6 turistas, num tempo de 2,5 horas pelo preço de 200 mil dólares. Outro chamado SXC, que comporta apenas 1 passageiro, com tempo de 1 hora, ao preço de 95 mil dólares.
     -Até que tá razoável, né não?  

 

quarta-feira, 13 de março de 2013

ESCOLHIDO O SUBSTITUTO DE BENTO XVI

Bento XVI:árdua tarefa
     
    O cardeal Mário Bergoglio, argentino, de descedência italiana, fora eleito hoje, por volta das 16h30 (de Brasília) o sucessor de Bento XVI, que renunciou recentemente. A votação durou cerca de 24 horas e o novo Chefe da Igreja Católica adotará o nome de Francisco 1º, ele fora escolhido por 115 cardeais,na Capela Sistina, passando a ser o único Papa oriundo da América Latina.

CURIOSIDADES SOBRE O CAMPEONATO PARAENSE DE FUTEBOL


     Desde 1908 (primeira edição), o Certame Paraense de Futebol teve apenas 6 clubes que chegaram ao cetro máximo: União Esportiva (duas vezes),Remo,Paysandu, Tuna,Independente (Tucurui) e Cametá (deste município). Durante esses anos , apenas em 1911,1912, 1935 e 1946 não houve disputa, sendo que, 59 agremiações já tomaram parte da competição, e destas, 21 são do interior do Estado, sendo:

    Abaetetubense(Abaeté);Abaeté(desta cidade);Águia(Marabá);Aliança; Altamira (desta cidade);Amazonas;Ananindeua (desta cidade);Armazenador;Auto Clube,Avante (Salvaterra);Belenense;Belém;Bragantino (Bragança);Brazil;Cametá (desta cidade);Castanhal (desta cidade);Combatentes(antes Ex-Combatente);Comercial;Elo Marítimo;Fênix;Guarany;Gaviões (Marabá);Independência;Independente (Tucuruí);Izabelense (Sta. Izabel do Pará);Júlio Cézar;Liberato de Castro; Luso Brasileiro;Marabá(desta cidade);Maguary;Marco;Marituba(desta cidade);Nacional;Panther;Paragominas(desta cidade); Parauapebas(desta cidade);Paulista;Paysandu;Pedreira (Vila de Mosqueiro);Pinheirense (Vila de Icoaraci);Recreativa;Remo;Sacramenta;Sta. Cruz(Salinópolis);São Francisco (Santarém);Sporting Pará;São Raimundo(Santarém);Sta. Rosa(vila de Icoaraci);Santarém(desta cidade);Tiradentes;Transviário;Tuna Luso;União Esportiva; Vênus(Abaetetuba);Vila Nova (Castanhal);Vila Rica;Yamada Clube;Yole Clube;Ypiranga.


     
   

segunda-feira, 11 de março de 2013

NOSSOS ÍDOLOS

Em 64, um forte ataque do Izabelense: Alderico,Ratinho,Orlandino,Pipio e Lola

     Por volta da metade dos anos 60, o Izabelense contou com o futebol primoroso de Raimundo Fernandes da Silva, o popular Pipio. 
   Após  atuar no Grêmio Desportivo Combatentes e Yamada Clube, que disputavam a Primeira Divisão Paraense, este marapaniense de nascimento, chegou em Sta. Izabel no início daquela década (60) e logo se tornava titular do Vermelhão da Estrada. Por muitos anos formou ao lado do saudoso Osvaldino, um dos melhores meios de campo do Iza e da Seleção Izabelense, -muito embora Pipio atuasse como ponta-esquerda, nos citados clubes de Belém.
     Suas principais características eram: a serenidade, o desarme de jogadas, a precisão do passe, além de uma disciplina invulgar. Pipio sagrou-se várias vezes Campeão Municipal,bem como Campeão Interclubes,  sendo inclusive titular da LAI em 64 e 65 (hoje a LAMI-Liga Atlética MunicipalIzabelense). Até 68 era visto envergando a camisa do nosso Vermelhão, já  veterano.

     Temos orgulho de ter atuado durante anos com este excelente jogador, em tempos tão memoráveis, isto é, do amadorismo puro.
      O último contato que tive com este velho companheiro, foi no início dos anos 2000, quando o visitei na Vila Mau, sua terra natal, no município de Marapanim, onde possuía um comércio, tendo um campinho ao lado, onde ele ainda batia sua bola, sendo conhecido por todos do lugar. É claro que matamos a saudade, comentando os velhos tempos das quatro linhas.  

sábado, 9 de março de 2013

O QUE NÃO FOI PENSADO ...


    Durante estes 79 anos de fundação, Sta. Izabel possuiu 9 prefeitos nomeados e 13 eleitos e as respectivas legislaturas. Se verificarmos através da história o desempenho de cada um período, logo teremos uma noção geral, do quanto teremos que avançar no campo político, para sonharmos em   competir com os municípios que mais progrediram durante todo esse tempo. Basta que se olhe a performance de cada um, para concluirmos o nosso raciocínio e verificar que entre estes, jamais baixou um "espírito iluminado" e lhes dissesse: "Com essa política meramente caseira e sem planejamento, não iremos a lugar nenhum". Dito e Escrito. 
     Senão vejamos:

      Carlos Damous (nomeado de 1939 a 1943 e único que passou 4 anos), teve um trabalho brilhante e ainda deixou 84.000 contos de réis, para o sucessor "gastar".
      Joaquim Silva (o primeiro eleito em 1948-1951), cidadão de probidade incontestável, criou o SMER (Serviço Municipal de Estrada de Rodagem) e as escolas rurais de: Caraparu, Americano e do KM 14 (estrada da Vigia). Pode ter desagradado aos pinguços da época, pois aumentou o imposto sobre a cachaça.
      Alfem Ferreira (1951-1954)- como destaque apenas a concessão do terreno e autorização para o prédio do SESP.
      Francisco Nascimento (1955-1958)- fora motorista de taxi. Administrou com honestidade e preservou o patrimônio público.
      Felipe de Paula - seu governo iria de 59 a 62, porém faleceu no exercício do mandato.
     Paulo Bentes - médico trazido da Capital, também foi eleito para administrar de 1964 a 1967, sem apoio do seu ex-patrono, renunciou quatro meses depois 
     Nestor Ferreira (1968-1971) - trabalhou contra o lider do seu partido, que era deputado. Mesmo assim deixou vários trabalhos como: conclusão do prédio da atual prefeitura; adaptação do novo Mercado em um prédio adquirido; construiu a Escola Felipe de Paula (Areia Branca); outra na Parada Bahia (Americano); construiu a nova Delegacia de Polícia e conseguiu a instalação telefônica, na cidade. 
    Raimundo Negrão - foi eleito para o biênio 72-73. Apesar de amigo e correligionário do chefe político da época, nada conseguiu.
    Alderico Miranda (1974-1977) -neste seu primeiro mandato esteve ativo: construiu a Praça da Bandeira; calçou ruas, construiu e reformou escolas.
    Antônio Romão (1978-1981) - teve o mandato prorrogado e renunciou no tempo normal, entregando ao vice Itamar Fernandes. Romão ,como professor, construiu escolas, a Praça dos Expedicionários, quadra de esportes e asfaltou ruas.
   Alderico Miranda (1985-1988) - este seu segundo mandato fora conturbado, sendo afastado pela Câmara por duas vezes.
    Edilson Abreu (1989-1992) - em seu primeiro mandato muito trabalhou. apesar de ter recebido o município no bagaço. Constuiu a Casa do Idoso, a Casa da Família Carente, a Praça Sta. Izabel, o Ginásio Manoel Silva, o Mercado de Peixes e Mariscos, a Feira José Miranda e ainda deixou as finanças equilibradas.
   Alderico Miranda (1993-1996)- neste terceiro mandato não conseguiu o apoio do seu então amigo e governador Jader Barbalho e desapontou mais uma vez.
   Edilson Abreu voltava em 1997-2000 e aliando-se a Barbalho, não conseguiu a façanha do governo anterior.
   Antonio Simão (2001-2004) - depois de ser carregado pelo povo, teve duas CPIs na Câmara com o intuito de cassá-lo, decepcionou aos seus eleitores.
   Marió Kato (2005-2008) - fez um razoável governo neste primeiro mandato, porém deixou muito a desejar no seguinte (2009-2012), quando também saiu alegando falta de apoio, quando seu partido era o PMDB.
    Gilberto Pessoa (2013-2016)- tendo assumido há 2 meses, vem tentando arrumar a casa, segundo ele, a coisa tá mais feia do que ele imaginava.          

sexta-feira, 8 de março de 2013

CRIME E CASTIGO

Bruno, condenado

    Terminou na madrugada de hoje (8/03), no município de Contagem-MG, o julgamento do rumoroso caso envolvendo o ex-goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes de Sousa, ou simplesmente Bruno. Os sete jurados (5 mulheres e dois 2 homens), votaram pela condenação do réu, cuja pena fora estipulada em cerca de 20 anos de reclusão. Com depoimento aguardado há dias, Bruno acabou admitindo a morte da ex-namorada e modelo Eliza Samudio, porém disse não ter mandado matá-la, atribuindo a culpa aos ex-amigos vulgos, Macarrão e Bola. Sabe-se através de vídeo gravado, onde a mulher assassinada conta toda sua convivência com o goleiro, da qual resultou na geração de um filho. A luta de Eliza era para que ele (Bruno), reconhecesse a paternidade, o que conseguiu através de DNA, porém segundo consta, o pai recusava-se a dar a devida mesada à criança, o que pode ter gerado o atrito entre os dois, principalmente porque Eliza, usava a imprensa para tal. O crime teria sido arquitetado quando a ex-namorada de Bruno fora convidada para viajar ao interior de Minas (Contagem) e visitar um sítio do então goleiro flamenguista. A partir daí, nunca mais foi vista, apenas a criança que viajara com ela, foi polpada. 
      A sociedade sem dúvidas espera, que todos os implicados neste hediondo e aterrosizante crime sejam exemplarmente punidos com severidade.